Shared posts

30 Aug 14:01

the-monstrumologist: ydrill: Enjoying...



















the-monstrumologist:

ydrill:

Enjoying bath

OH
MY
GOD
HOW
FUCKING
CUTE

29 Aug 22:32

nateswinehart: Being good to each other is so important, guys.





















nateswinehart:

Being good to each other is so important, guys.

31 Aug 14:37

dance like nobody is… oh, nevermind



dance like nobody is… oh, nevermind

31 Aug 15:14

Photo



31 Aug 17:06

Photo



30 Aug 15:53

A cura milagrosa

by Mila Correa

Eu posso apostar com qualquer um que não fico uma semana sem ser parada por um estranho na rua que me deseja um “*insira uma divindade aqui* vai te curar e você vai ser feliz”. 

Ou ainda “Deus tem um plano pra você, acredite e alcançarás a cura” ou qualquer outra coisa do tipo. A essas pessoas eu digo: Cura milagrosa? Obrigada, mas eu prefiro que mande minha parte em dinheiro.

Veja bem, deixa eu explicar: Não é que eu não queira andar como todo mundo, poder sair por aí sozinha, surfar, fazer quadradinho de 8 ou dar na cara daquele idiota como as pessoas sem deficiência podem. Seria maneiro? Seria. Porém, não é esse o objetivo primordial da minha vida e eu gostaria que me deixassem aqui quietinha e só me dessem o que é meu por direito.

Porque eu não dependo de uma cura pra viver uma vida plena. Eu preciso de um mundo que respeite as diferenças e aceite que existem pessoas que não entrarão nesse modelo perfeito aí e que tudo bem.

E isso vale não só pra pessoas com deficiência. Vale, por exemplo, para pessoas que tem depressão e ouvem coisas como “vamos, você tem que se arrumar e sair mais pra se livrar disso” em vez de “vou passar um café aqui enquanto você me conta como está, quer?”.

Um pouco mais de acolhimento, um pouco menos de “eu não sei lidar com isso que é diferente de mim, volte agora a ser igual a todo mundo!”

E o que isso causa? Afastamento, intolerância, vontade de isolar-se. Não é possível que ninguém perceba que insistir na ideia de cura para todas as pessoas significa que não se consegue conviver com a pessoa do jeito que ela é.

Não estou dizendo com isso que quem tem alguma doença ou deficiência deve se enfurnar cada vez mais nisso, que não deve se cuidar. Deve se cuidar, sim, e muito. Mas pela qualidade de vida da própria pessoa, pelas coisas boas que ela ainda pode colher, não por uma fissura por uma cura para todo mal que nossa sociedade tem.

E sabe o que mais essa fissura pela cura causa? Um sentimento de inadequação em muita gente. Imagina virar uma pessoa com deficiência, de uma hora para outra, como acontece sempre, e tudo que se ouve é: “Você vai sair dessa, amigo”. E se não sair? A pessoa não sabe o que vai fazer com aquilo, porque tudo o que esperam dela é que ela tenha determinação para se curar.

Já viram como quase todo personagem de tv que fica com deficiência se cura no final? Não dá pra falar como é viver com deficiência, como tanta gente vive? Por muito tempo eu tive relutância em entrar em grupos de pessoas com deficiência ou de pais e amigos por causa dessa eterna discussão em torno do que fazer pra pessoa ficar “boa” (boa eu já sou, mores, obrigada).

Muita pouca discussão sobre como era viver assim, o que fazer com os pneus da cadeira que furavam ou qual a melhor maneira de ir à praia. Eu não queria colocar meus olhos no futuro incerto, queria discutir o agora.

E foi com muita insistência nessa coisa maravilhosa que se chama internet que eu achei lugares onde eu podia falar da minha unha encravada ou da minha amiotrofia sem ouvir um “quem espera, sempre alcança”.

Porque nem tudo se reduz a alcançar algo, é o caminho que se trilha que importa. E seria mó legal se desse pra trilhar esse caminho livre de barreiras e de chato milagreiros que querem saber mais do que eu sobre o que me faria feliz.”

27 Aug 15:55

A Softer World: 1146

28 Aug 20:11

http://fuckyeahdementia.com/post/96022760728



 

28 Aug 19:57

"if they don’t ever open the box to feed it, it’ll...



"if they don’t ever open the box to feed it, it’ll eventually just be two different kinds of dead."

27 Aug 19:55

kvotheunkvothe: crowleyslittleminion: haeinsa: rylutz: Nature...





















kvotheunkvothe:

crowleyslittleminion:

haeinsa:

rylutz:

Nature; the most beautiful and serene is often the most ruthless and destructive

indeed

25 Aug 18:09

Women as Background Decoration: Part 2 - Tropes vs Women in Video Games

by feministfrequency
Content Warning: This educational episode contains graphic sexual and violent game footage. This is the second episode exploring the Women as Background Deco...
Views: 482726
0 ratings
Time: 28:33 More in Gaming
26 Apr 17:00

The Eternal Struggle

03 Apr 15:00

I'm Not (Fe)-Lyin'

23 Aug 23:23

Frozach Submitted

21 Aug 19:00

Dat Look

Dat Look

Submitted by: catophile (via www.gif-king.com)

Tagged: crazy , frisky , Cats , funny
24 Aug 22:39

sizvideos: Watch it in video Follow our Tumblr - Like us on...

22 Aug 18:47

Benedict doing the ALS Bucket Challenge

by laurabuu
23 Aug 01:04

the-drunken-scott: sleepingwithyogirl: I need them...

by aishiterushit




















the-drunken-scott:

sleepingwithyogirl:

I need them all

*Screeches uncontrollably*

22 Aug 15:00

Watch: "Women in Refrigerators" Supercut: Female Characters Killed to Give Male Characters Depth

by Laura Berger
The recent release of a "women in refrigerators" supercut is an infuriating reminder -- as if you needed one -- of how female characters are (under)utilized and (under)valued onscreen....
22 Aug 14:00

Tuskegee Syphilis Study Recruitment Letter

by Gwen Sharp, PhD

Flashback Friday.

The Tuskegee Syphilis Experiment is one of the most famous examples of unethical research. The study, funded by the federal government from 1932-1972, looked at the effects of untreated syphilis. In order to do this, a number of Black men in Alabama who had syphilis were misinformed about their illness. They were told they had “bad blood” (which was sometimes a euphemism for syphilis, though not always) and that the government was offering special free treatments for the condition. Here is an example of a letter sent out to the men to recruit them for more examinations:

The “special free treatment” was, in fact, nothing of the sort. The researchers conducted various examinations, including spinal taps, not to treat syphilis but just to see what its effects were. In fact, by the 1950s it was well established that a shot of penicillin would fully cure early-stage syphilis. Not only were the men not offered this life-saving treatment, the researchers conspired to be sure they didn’t find out about it, getting local doctors to agree that if any of the study subjects came in they wouldn’t tell them they had syphilis or that a cure was available.

The abusive nature of this study is obvious (letting men die slow deaths that could have been easily prevented, just for the sake of scientific curiosity) and shows the ways that racism can influence researchers’ evaluations of what is acceptable risk and whose lives matter. The Tuskegee experiment was a major cause for the emergence of human subjects protection requirements and oversight of federally-funded research once the study was exposed in the early 1970s. Some scholars argue that knowledge of the Tuskegee study increased African Americans’ distrust of the medical community, a suspicion that lingers to this day.

In 1997 President Clinton officially apologized for the experiment.

Originally posted in 2009.

Gwen Sharp is an associate professor of sociology at Nevada State College. You can follow her on Twitter at @gwensharpnv.

(View original at http://thesocietypages.org/socimages)

20 Aug 20:35

buttonpoetry: Support the artist! Watch the full poem: Javon...

by newageamazon








buttonpoetry:

Support the artist! Watch the full poem: Javon Johnson - “cuz he’s black”

04 Mar 02:09

Monsters don’t sleep under your bed



Monsters don’t sleep under your bed

21 Aug 14:00

Haha! Fair enough!

by Mark

2014-08-22-HahaFairEnough

If you’re wondering by the way, I don’t really believe in the introvert/extrovert thing. Its just labels and as soon as you label yourself, you limit yourself :)

Just accept that we’re all complicated little snowflakes who have lots of little preferences when it comes to everything and have a good day, hooray!!

21 Aug 22:04

Photo



















21 Aug 21:54

comic-chick: hipnerd: This is the same man. I think about...

Lori

Eu já queria pegar, agora eu continuo querendo pegar.





comic-chick:

hipnerd:

This is the same man.

I think about this a lot.

20 Aug 23:54

wait i can explain



wait i can explain

21 Aug 15:21

orientações para a vida #1

quando a bula do sonífero disser que você precisa deitar imediatamente depois de tomar o comprimido e sossegar a bunda porque ele pode causar amnésia, talvez você deva considerar que esse tipo de recomendação existe por algum motivo.



ou você pode apenas cultivar esse seu espírito livre que não se curva a bulas e falar um monte de merda sem nexo para a coleguinha de trabalho que só queria pedir um favor, a pobre.

21 Aug 15:12

A melhor do aicibuquetxalenge

Meio que já deu de Ice Bucket Challenge na internet, né?

Mas esse vídeo é o melhor de todos e por isso está aqui. Palmirinha, a gente te ama!

(Para doar para as pesquisas relativas a Esclerose Lateral Amiotrófica, acesse o site da Abrela)

O post A melhor do aicibuquetxalenge apareceu primeiro em Blog Te Dou um Dado?.

28 Jul 07:00

Immanuel Kant: Fresh Prince of Philosophy







It's a well known historical fact that David Hume laughed maniacally the entire time he was writing An Enquiry Concerning Human Understanding.
20 Aug 23:09

Photo