Shared posts

23 Aug 13:11

gayest-person-you-know: freckled-tree: misscokebottleglasses: ...

Osiasjota

ainda bem que eu sou casado

via alan porto





















gayest-person-you-know:

freckled-tree:

misscokebottleglasses:

Hey remember that one time I didn’t give a fuck what assholes thought and I decided to wear whatever the fuck I want because I’m pretty damn cute? Cuz I sure do.

Jesus christ your cute

You’re stunning!

18 Aug 14:43

A melhor parte

by lucasmansoldo

Não ligar para ela é algo que não deve ser feito nem com o seu pior inimigo

aguia

- Ei, você viu isso?
- Hm,nhum, 1mmm, viu o que?
- ARGH!
- Olha esse secret aqui, cara
- AI EU TE ODEIO CARA!
- Ain :(

22 Aug 05:13

Contra o conservadorismo travestido de liberalismo nas eleições e na mídia

by Valdenor Júnior
Osiasjota

via Adam Victor Brandizzi

Na última terça foi entrevistado na Rede Globo o candidato à presidência da República Pastor Everaldo, que defende um amplo programa de privatizações e, em suas próprias palavras, “o Estado mínimo”.

William Bonner questionou sua adesão ao liberalismo, ao que o candidato reiterava que, apesar de ter estado junto à esquerda brasileira de tradição trabalhista durante a maior parte de sua vida política, sempre acreditou no empreendedorismo e na meritocracia, que teriam sido prejudicados pelo agigantamento do Estado com o governo do PT.

Já o Candidato a Deputado Estadual Paulo Batista tornou-se, ontem, viral nas redes sociais, sendo citados por inúmeros sites incluindo o Terra e o Não Salvo, com seu vídeo do “Raio Privatizador”, onde aparece como um super-herói que dispara um raio laser de seus olhos, com os quais torna grevistas da USP pública em formandos de uma USP privatizada, entre outras façanhas. Seu slogan: “Contra comunista, vote no Batista”.  Ele mostrou em sua página no facebook que seu resultado do Diagrama de Nolan o apontaria como libertário.

Alguém poderia, então, pensar que o liberalismo está em alta na mídia e nas eleições, certo?

Não, não está. Preste atenção nos detalhes, caro leitor, pois o diabo está nos detalhes.

Na mesma entrevista, Pastor Everaldo deixou claro que sua principal defesa é a “da família” e pelo casamento conforme está na Constituição, em clara referência às suas pautas anti-progressistas no que diz respeito às questões LGBT. Além de contrário ao casamento e adoção por homossexuais e ao aborto, também se expressa contrário à legalização de qualquer droga, incluindo a maconha.

Aliás, na page de seu partido no facebook é afirmado explicitamente o ideal de um Brasil conservador, chegando a dizer que “O PSC defende uma sociedade em que a ordem moral tradicional e os costumes sociais sejam respeitados e preservados. Se você também defende esses valores para manter a ordem social, compartilhe!” com a seguinte imagem:

10406757_750916808303049_6959632005933217506_n(encontrado na page do partido do candidato aqui)

Há também a sugestão de que importantes conquistas das minorias seriam uma ameaça à família:

10464319_745576642170399_7180984675325740128_n(encontrado na page do partido do candidato aqui)

Uma das supostas ameaças à família adviria da Lei nº 12.845/2013. Uma lei que foi criada para proteger vítimas de violência sexual, preservando seu direito de receber atendimento hospitalar, inclusive para a realização do aborto que, nesse caso, é legal no país, mas que, pelo conservadorismo existente aqui, não se permitia fosse realizado pela rede pública de saúde. Mas o Pastor Everaldo deseja revogar essa lei, deixando milhões de mulheres desprotegidas ao negar um direito básico em face da violência sexual sofrida, especialmente as mulheres mais pobres.  Veja na imagem:

10455324_747710165290380_2021232655961607148_n

(encontrado na page do partido do candidato aqui)

De fato, o suposto “Estado mínimo” do Pastor Everaldo parece ser um “Estado máximo” quando se trata de negar liberdade de ação às minorias e de regular estilos de vida sob a suposta proteção da família.

Por outro lado, em outro vídeo, o candidato Paulo Batista apresenta um cigarro de maconha falante, instigando universitários a fazer greve. O que está sugerido nesse vídeo é uma das bandeiras da campanha de Batista: o fortalecimento da política proibicionista de guerra às drogas, especialmente em uma cruzada para o fim do que denomina como “bolsa crack”, dentro de uma política de “tolerância zero”. Veja por si mesmo:

10494419_741168895942795_3271208850464404973_o(encontrado na page do candidato aqui)

A incoerência é até maior porque referida proposta está contida em imagem onde Batista se autoproclama de “candidato da liberdade”. Lembrando que a proposta de “abolição da bolsa crack” deve ser lida conforme a imagem anterior. Veja:

10580094_739964939396524_5751130550296533704_n(encontrado na page do candidato aqui)

Em outra imagem, ressalta ainda mais que o substituto à “bolsa crack” é a “tolerância zero”:

10483693_737742479618770_4723101267638251195_n(encontrado na page do candidato aqui)

Batista deveria ter lido “Vícios não são crimes” de Lysander Spooner, assistido ao vídeo em que Milton Friedman defende a legalização das drogas, estudado a defesa de Jeffrey Miron (com base em estudos de “economia do crime”) da legalização de todas as drogas, ou ao menos ter lido a HQ de Stuart McMillen contando a história da guerra às drogas, com base na obra do já citado Friedman. Saberia que uma das bandeiras liberais é o fim de uma política que cerceia nossas liberdades, coloca pessoas não violentas atrás das grades (nos Estados Unidos, chegou ao ponto de que algumas foram condenadas a passar o resto de suas vidas em uma prisão) e mata muito mais do que os problemas de saúde relacionados ao abuso dessas substâncias pelo usuário, ao conferir uma fonte rápida de financiamento aos criminosos que passam a controlar este mercado. Não se engane, é Milton Friedman quem nos diz:

drogas

(Assista ao vídeo completo)

Como vimos, o suposto liberalismo desses candidatos é superficial, e, na verdade, eles são candidatos conservadores, não liberais. Mas essa confusão nem é de se estranhar.

Um famoso blogueiro da Veja, Rodrigo Constantino (na imagem que ilustra este texto, o vemos conversando com o Pastor Everaldo), se autodenomina como “liberal sem medo da polêmica”, mas na verdade é um neoconservador. Eu e Carlos Góes já escrevemos texto criticando seu posicionamento conservador em relação à família. E há momentos em que sua posição afunda no mais lamentável, estreito e cego direitismo.

Em face do texto de Miriam Leitão, onde a jornalista relata como foi torturada durante a ditadura militar (espancada brutalmente, jogada em uma sala com uma cobra, atiçaram cachorros contra ela, quando encarou um dos seus algozes levou um soco na cara pelo crime de olhar, a despiram, abusaram sexualmente dela e chegaram no limite do estupro, no final de tudo ainda simularam um fuzilamento) pelo crime de achar que o comunismo era bom em 1972, o que Rodrigo Constantino teve a dizer?

Constantino acha que ela deveria ter pedido desculpas por ter achado que o comunismo era bom quando jovem. Perceba: ela foi torturada grávida, e o mais importante que Constantino acha que tem a dizer é exigir dela um pedido formal de desculpas (sendo que ela apenas acreditava no comunismo, e nunca usou de violência contra ninguém).  E ainda: Constantino nem parece se preocupar com a Lei de Anistia, e com o fato do Estado brasileiro ter desculpado crimes hediondos de seus agentes, como todo liberal consistente deveria se incomodar. Aliás, nem é questão de liberalismo, é mais de humanidade simples ou bom senso mínimo. (Ao final do dia, o Editor da Veja.com pediu que Constantino retirasse o texto do ar)

E isso não é de hoje: no caso do assassinato de Cláudia Silva Ferreira por agentes policiais, cujo único “crime” foi o de estar com um copo de café à mão, e que por isso foi baleada, carregada até a viatura policial na qual seria levada para o hospital, colocada no porta-malas, que abriu no trajeto, de modo que seu corpo ficou preso no para-choque e foi arrastada por cerca de 350 metros pelo asfalto até ser empurrada de volta para dentro do carro, o que Constantino falou sobre isso em seu blog?

Nada.

Na verdade, estou sendo injusto: Há uma única referência. E a referência é apenas para criticar o texto de Erick Vasconcelos onde este denuncia a brutalidade policial e seu pretexto na guerra às drogas. O texto de Constantino tem como título “Legalizar drogas não é panaceia contra o crime. Ou: quando ‘libertários’ mais parecem comunistas“, e sua premissa é de que o Estado policial brasileiro não precisa ser severamente questionado, o que nenhum liberal sério jamais concordaria! (Recomendo que o leitor confira a réplica do Erick)

Curiosamente, no final desse texto, Constantino afirma: “Enfim, tudo isso poderia ser apenas um episódio menor a ser ignorado, não fosse o fato de que um texto absurdo desses fala em nome de muitos “libertários”, que mais parecem jovens saídos diretamente de uma reunião do PSTU ou do PSOL. De “libertários” assim, o movimento liberal não precisa mesmo!”

Sério mesmo? O movimento liberal não precisa é de tanta gente querendo adotar o rótulo de liberal, quando conhece de forma muito superficial essa tradição política e, na verdade, adota uma ideologia contraposta, o conservadorismo e o direitismo.

O liberalismo defende a mudança social e econômica profunda como objetivo final (mesmo quando o gradualismo é definido como meio). De fato, o liberalismo historicamente foi mesmo considerado de esquerda, foi oposição à plutocracia e aos imperialistas de todos os tipos. Como gosto de dizer, “liberalismo fora de contexto, é pretexto“, e o liberalismo deve resgatar seu papel enquanto um movimento inclusivo, libertador e humanitário.

Quanto à política, penso que um representante verdadeiramente progressista, libertário e liberal, deve pautar sua atuação na defesa radical da liberdade pessoal, da justiça social e da economia livre, com uma opção preferencial pelos mais pobres e pelas minorias, e focado na redução de danos gerados pelo próprio Estado. Descrevi um candidato semelhante, no contexto da política estadual e municipal em texto aqui para o Mercado Popular. Mas não encontrei entre os supostos candidatos liberais nenhum que adotasse este perfil – com certeza não no Pastor Everaldo e no Paulo Batista.

Por isso, estes supostos liberais em foco nas eleições e na mídia não representam o liberalismo. Se eles fossem representantes do liberalismo, eu não me consideraria mais liberal, porque de fato seria um posicionamento superficial, incompleto e mesmo prejudicial para lidar com os grandes problemas relativos à liberdade individual e às vulnerabilidades sociais e econômicas. Mas o fato é que eles não são, e o conservadorismo deles deve ser exposto e criticado como tal.

junior

Valdenor Júnior é advogado. Desde janeiro de 2013, escreve em seu blog pessoal Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart onde discute alguns de seus principais interesses: naturalismo filosófico, ciência evolucionária com foco nas explicações darwinianas ao comportamento e cognição humanas, economia, filosofia política com foco na compatibilidade entre livre mercado e justiça social. Também escreve para o Centro por uma Sociedade sem Estado – C4SS e o Liberzone.

21 Aug 02:07

Um anime ambientado numa padaria cujos doces possuem um sabor sobrenatural: Padoka Mágica

Um anime ambientado numa padaria cujos doces possuem um sabor sobrenatural: Padoka Mágica

19 Aug 09:20

El maquillaje digital de Omote te dejará hipnotizado (video)

by Drita
Osiasjota

eu sabia que não valia a pena clicar nos vídeos que logo alguém poria a gif

La proyección de imágenes en edificios es algo que vemos cada vez con más frecuencia, sin embargo, no resulta tan común cuando el lienzo en blanco es el propio cuerpo del ser humano. Omote ha grabado un impresionante vídeo en el que demuestra...
16 Aug 16:38

This is exactly why X-Files is better than CSI

14 Aug 19:19

Cake

Osiasjota

uma das razões que me deixavam puto com escola a ponto de passar mal era esse tipo de injustiça, e por isso tive que parar de assistir "Orange"

via parisa.hashemy

14 Aug 16:39

August 14, 2014

Osiasjota

erro! fantasmas não podem criar crianças por não poderem defendê-las de bichos no mato

06 Jun 07:00

Homo sapien sapien sapien

Osiasjota

via Igor Santos
vivo pensando isso, mas pra filmes mais antigos

evolution_happens_so_fast_nowadays
18 Aug 00:00

Query

Osiasjota

yay² alttext!!!
via poopyscott

SELECT * FROM GHOSTS
16 Aug 16:12

Problemas de la globalización

by Carlos Valladolid
Problemas de la globalización
Problemas de la globalización
01 Aug 20:44

Photo

Osiasjota

"o rambo é um viado" como disse um personagem do stalone

via Randy Laue



13 Aug 20:41

santa cruz del islote • via

Osiasjota

mas que favela mais primeiro mundo!



santa cruz del islote • via

16 Aug 16:09

Resumo de como funcionam as guerras atuais.

by Zanfa

Simples assim.

guerras

16 Aug 16:11

Best Welding mask in the world!

Osiasjota

meu soldador favorito

16 Aug 16:54

No desenho Corrida Maluca, Penélope Charmosa era um mega esterótipo de menininha e também sofria do...

No desenho Corrida Maluca, Penélope Charmosa era um mega esterótipo de menininha e também sofria do “Efeito Smurfete”. Ou uma coisa era causa da outra. 

Mas tem que lembrar que a série era uma paródia de outros desenhos. Passada esse machismo “superficial”, parte da paródia, você pode observar que ela ganhava frequentemente a corrida por conta própria. Ela tinha agência. Ela salvava o dia. Ela não corria atrás de homem, ou pra impressionar um homem. 

Sei lá.

15 Aug 15:46

merryweatherblue: I took my little brother (who falls on the...

by aishiterushit
Osiasjota

via Alan Porto









merryweatherblue:

I took my little brother (who falls on the autism spectrum) to see Guardians of the Galaxy and after this scene he lit up like a Christmas tree and screamed “He’s like me! He can’t do metaphors!” And for the rest of the film my brother stared at Drax in a state of rapture. 

So for the last 6 days I have heard my brother repeatedly quote all of the Drax lines from the movie verbatim (one of his talents), begin studying vocabulary test words, and tell everyone he knows that people with autism can also be superheroes.

Now I am not saying that Drax the Destroyer is, or was ever, intended to be autistic. All I am saying is that it warmed my heart to see my brother have an opportunity to identify himself with a character known for his strength, badassness, and honor. And that is pretty damn awesome. 

So while I adored Guardians of the Galaxy as a great fun loving film with cool characters I can do nothing but thank Marvel Studios and Dave Bautista for finally bringing a superhero to the screen that my little brother can relate to.

15 Aug 07:58

Terra de Gigantes

15 Aug 02:52

¿Quién no tiene vida social ahora, eh? por @floydbrush


11 Aug 10:32

Photo

Osiasjota

via rosalind

que série é essa?!?





















30 Jul 19:29

27-06-2014

by Laerte
Osiasjota

via Damiani.guilherme


21 Jul 12:39

thecarefree-art: procrastination = hijabi babe power Also...

Osiasjota

via Tertiarymatt



thecarefree-art:

procrastination = hijabi babe power

Also available on my Society6 !

12 Aug 11:41

I’ve been wrong ♪ I’ve been down ♪ been to the bottom of every bottle ♪ But I still ♪...

I’ve been wrong ♪ I’ve been down ♪ been to the bottom of every bottle ♪

But I still ♪ haven’t found ♪ what I’m looking

09 Aug 03:27

Alguém sabe se, no novo mad max, ‘thunderdome’ vai contar na cronologia?

Alguém sabe se, no novo mad max, ‘thunderdome’ vai contar na cronologia?
09 Aug 15:17

Photo



27 Jul 17:20

Bill Nye | dd2.jpg

dd2.jpg
09 Aug 03:27

Xisto e o Pássaro cósmico da série vaga lume vira fácil um episódio de Doctor Who

Xisto e o Pássaro cósmico da série vaga lume vira fácil um episódio de Doctor Who
07 Aug 01:45

'Merica

10 Aug 00:14

"The absurdity runs deep: America is using American military equipment to bomb other pieces of..."

Osiasjota

via Rosalind
war is peace

“The absurdity runs deep: America is using American military equipment to bomb other pieces of American military equipment halfway around the world. The reason the American military equipment got there in the first place was because, in 2003, the US had to use its military to rebuild the Iraqi army, which it just finished destroying with the American military. The American weapons the US gave the Iraqi army totally failed at making Iraq secure and have become tools of terror used by an offshoot of al-Qaeda to terrorize the Iraqis that the US supposedly liberated a decade ago. And so now the US has to use American weaponry to destroy the American weaponry it gave Iraqis to make Iraqis safer, in order to make Iraqis safer.
 
It’s not just ironic; it’s a symbol of how disastrous the last 15 years of US Iraq policy have been, how circuitous and self-perpetuating the violence, that we are now bombing our own guns. Welcome to American grand strategy in the Middle East.”

- The US bombing its own guns perfectly sums up America’s total failure in Iraq - Vox
07 Aug 23:47

Quando o avião começa a cair ninguém é…

by Batmantoani

ankix

 …pera, esse aí sim é um ateu praticante.

                                                       By Mentirinhas