Shared posts

16 Sep 01:47

Como instalar um cliente desktop do Trello no Linux

by Edivaldo Brito
Como instalar um cliente desktop do Trello no Linux

Se você procura uma forma de usar o serviço trello em sua área de trabalho, sem depender de um navegador, veja como instalar um cliente desktop do Trello no Linux.

Leia o restante do texto "Como instalar um cliente desktop do Trello no Linux"

O post Como instalar um cliente desktop do Trello no Linux apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

13 Sep 18:27

ReactOS 0.4.10 RC lançado – Confira as novidades e baixe

by Edivaldo Brito
Beto

Não conhecia, proposta bem diferente.

ReactOS 0.4.10 RC lançado - Confira as novidades e baixe

A equipe de desenvolvimento do ReactOS lançou mais uma prévia da próxima atualização do seu sistema, o ReactOS 0.4.10 RC. Confira as novidades e descubra onde baixar o sistema.

Leia o restante do texto "ReactOS 0.4.10 RC lançado - Confira as novidades e baixe"

O post ReactOS 0.4.10 RC lançado – Confira as novidades e baixe apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

06 Sep 11:15

Os incríveis sketchbooks de um engenheiro que resolveu se dedicar somente à arte

by Letícia Motta
Beto

que louco!

O que tem em comum entre um engenheiro aeronáutico, um apaixonado por viagens e um desenhista talentoso?

Pode acreditar, são uma mesma pessoa.

José Naranja trabalhava com engenharia aeronáutica até que em 2005 começou a adquirir alguns Moleskines e, por hobby, começou a ilustrá-los. Daí em diante sua paixão só aumentou e o ilustrador auto-didata (ele nunca fez curso de desenho, acredite!) resolveu investir na sua carreira artística. Hoje, já são 12 sketchbooks repletos de memórias, que misturam notas escritas à mão com ilustrações e colagens.

Seu estilo é tão cativante que José Naranja agora comercializa seus sketches, imprimindo em papel vergé 120 páginas selecionadas de cada um dos seus cadernos de viagem, e encadernando à mão cada uma das edições, chamadas de “The Orange Manuscript“.

Confira o talentoso trabalho de José Naranja:

E as edições à venda, “The Orange Manuscript“:

Acesse o site oficial de José Naranja e se inspire para levar um caderninho no bolso para sua próxima viagem.


© letmotta para Cutedrop, 2018. | Permalink | Sem comentários |

05 Sep 20:30

5 dicas para deixar seu ambiente de trabalho mais estimulante para a criatividade

by Letícia Motta

Sabia que o local onde você escolhe para ter suas ideias pode influenciar diretamente no resultado delas? Saiba como deixar seu ambiente de trabalho mais inspirador.

Trabalhar com Design é algo maravilhoso e complicado. Criar é uma atividade que depende de uma série de fatores para acontecer. Um deles é a criatividade e a inspiração. Por mais que haja pesquisa, briefing e prazo, a imaginação precisa sim de espaço para voar. E uma das coisas que pode ajudar (ou atrapalhar) na hora de criar é o ambiente de trabalho. Ele é o cockpit das ideias. Se ele não oferecer ferramentas certas, sua ideia não decola.

Por isso, o Cutedrop resolveu buscar algumas soluções para dar um gás nas suas ideias de forma indireta, através do local que você trabalha. Algumas destas sugestões podem ser aquela fagulha que faltava para seu cantinho ficar o mais inspirador possível. Confira:

1. Uma janela

Quando você está sem fôlego, tudo que você mais precisa é de ar. Quando está sem ideias, também. Pode até ser o mesmo cenário de todo dia, mas olhar pela janela na hora em que bate aquele branco é um santo remédio. Além de uma brisa no rosto, um raio de sol ou um barulhinho de chuva, uma inspiração pode passar pedalando, caminhando, voando… Só prestar atenção.

Então, se você puder, procure uma janela para ficar por perto na hora de definir o seu cantinho das ideias. Olhar para a tela e para a parede o dia todo não é o suficiente.

Fonte: “Young woman sitting daydreaming at the office leaning her chin on her hand and staring up out of a nearby window with a dreamy smile of pleasure” stock foto por stockfour/Shutterstock.

2. Use as cores como ferramentas

Todo mundo que trabalha com Design sabe que algumas cores carregam com elas certos “poderes”. O amarelo, por exemplo, é famoso por estimular criatividade. Porém, muito cuidado! Toda cor também tem seu lado negativo. E abusar de uma cor vibrante como o amarelo pode causar um certo cansaço visual, além de ansiedade e distração. Por isso, em vez de pintar todo o seu escritório com alguma cor “mágica”, pense em uma combinação equilibrada entre cores que, juntas, deixem o ambiente estimulante, porém confortável.

No caso do amarelo, por que não combinar cores neutras em superfícies maiores, com a cor quente aplicada em detalhes?

Existe muitas combinações incríveis para deixar um cantinho inspirador. Mas não acredite que uma cor sozinha vá fazer o trabalho por você. Use, contudo, o poder das cores a seu favor.

Nas imagens abaixo, o mesmo amarelo pode ser combinado à serenidade do azul, esquentando levemente o ambiente, como pode humanizar um cenário monocromático neutro.

Fonte: “Modern living room interior design with yellow sofa” stock foto por Africa Studio/Shutterstock.

Fonte: “Simple home office desk with computer, yellow chair and handmade lamp in cozy living room with plants” stock foto por Photographee.eu/Shutterstock.

3. Conforto

Pra quem estuda Design, provavelmente já ouviu falar sobre Ergonomia, que é o estudo da melhor forma de proporcionar a interação entre homem e objeto. Ou seja, usar máquinas e “coisas” de forma que ofereçam segurança e não prejudiquem a estrutura do corpo humano. Várias pesquisas já comprovaram que o investimento em ergonomia por parte das empresas faz que os seus funcionários sejam mais produtivos. Não é muito difícil imaginar que uma pessoa que esteja com dor nas costas não consiga ter muito espaço no cérebro para pensar em ideias.

Com você também não é diferente. Dedique um tempo ajustando o monitor na altura correta para os seus olhos, acertando a altura da sua cadeira, regulando a iluminação do ambiente. Seu corpo relaxado vai conseguir trabalhar melhor.

Fonte: “Ergonomics – Women silhouette of correct and incorrect sitting posture when using a computer” stock foto por Maanas/Shutterstock.

4. Organização

Parece papo furado, mas manter o seu local de trabalho limpo e organizado ajuda sua cabeça a se sentir preparada para criar. Nem sempre é possível manter uma mesa de trabalho organizada (se já é difícil organizar arquivos, quanto mais a mesa, né?), mas aquela “escondida pra debaixo do tapete” já funciona – em partes.

Em vez de muitos papéis espalhados sobre a mesa, juntá-los numa pasta, mesmo que seja para “fazer a limpa” depois, pode ser útil. Copos e canecas sujos sobre a mesa de trabalho podem dar aquela desestimulante sensação de preguiça, impedindo que você chegue com tudo para trabalhar.

Não se sabe exatamente o porquê do ser humano se sentir mais confortável com certos fenômenos físicos e visuais, mas se você saca de Design, provavelmente já ouviu falar nas leis da Gestalt, muito difundidas a partir da escola alemã Bauhaus. Segundo os estudiosos envolvidos na percepção do comportamento do cérebro mediante certos fenômenos visuais, os nossos olhos buscam o tempo todo por equilíbrio. Uma sequência de bolinhas pretas faz com que você espere pela próxima bolinha preta. Um quadro torto no meio de vários quadros retos incomoda e faz uma quebra de continuidade.

Logo, antes que você ache que organizar sua mesa é desnecessário, saiba que você estará ajudando o seu cérebro a trabalhar menos na busca pelo equilíbrio visual e mais na criação de uma bela ideia para seu projeto. Culpa da Gestalt!

5. Um cantinho para chamar de seu

O mais importante disso tudo é que você se sinta livre no seu ambiente de trabalho. Livre para colocar a mesa digitalizadora na frente ou atrás do teclado. Livre para usar seu fone de ouvido pequeno e discreto ou cor de rosa e enorme. Livre para deixar a parede lisa ou cheia de quadros com frases de designer (opa, se quiser baixar uns de graça tem aqui nesse post). Tanto faz se você gosta de toyarts ou de porta retratos. De canecas ou de garrafas. Se seu “cafofo” de trabalho fizer você se sentir em casa, aplicar as dicas acima vão fazer da sua casa uma mansão de ideias.

Imagem por Agris Bobrovs

Imagem de destaque: “Pensive cat sitting at the table with laptop and red cup / tired of working make the coffee break” stock foto por azem/Shutterstock.


© letmotta para Cutedrop, 2018. | Permalink | Sem comentários |

05 Sep 14:31

Videogames não participarão das Olimpíadas enquanto forem "jogos assassinos"

by Rafael Rodrigues da Silva

Apesar dos esforços da comunidade dos e-sports, os videogames não devem se tornar uma modalidade olímpica tão cedo. E, se depender do aval do presidente do Comitê Olímpico Internacional, não deverão se tornar nunca.

Durante o Asian Games (evento que tinha como objetivo mostrar como e-sports poderiam funcionar numa Olimpíada), Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico, afirmou novamente que não irá considerar os jogos de videogame como uma modalidade enquanto eles continuarem a promover violência e discriminação.

O presidente cita como problema da modalidade o que ele chama de “jogos assassinos” (aqueles jogos nos quais o objetivo é matar o oponente), e conclama que eles nunca poderão se tornar uma modalidade olímpica porque não seguem os valores morais das Olimpíadas.

Quando perguntado por um repórter da Associated Press se essa não era uma declaração hipócrita, já que o próprio Bach foi campeão olímpico de esgrima em 1976 (um esporte que o objetivo é, literalmente, acertar o oponente com um espada), Bach se defendeu dizendo que o problema não era a violência em si, já que todo esporte baseado em combate é violento por si só. A diferença seria que esses esportes são civilizados, não possuindo como objetivo maior a morte do adversário em questão.

Apesar da declaração, Bach prometeu colocar a inclusão dos e-sports como modalidade olímpica na agenda de discussões da próxima reunião do Comitê, que deverá acontecer no mês de dezembro.

05 Sep 14:29

Athlon Games desenvolverá jogo online de O Senhor dos Anéis

by Rafael Rodrigues da Silva

Uma boa notícia para os fãs de O Senhor dos Anéis: logo teremos mais um jogo que se passa na Terra Média. É que a Athlon Games fechou um contrato de licenciamento para criar um jogo online da franquia.

Quase nenhum detalhe do projeto foi divulgado até o momento, mas o que foi adiantado é que esse novo jogo não terá nenhuma relação com os eventos dos livros e irá se passar muitos anos antes da jornada de Frodo para queimar o anel, utilizando personagens e locais totalmente novos.

Como o contrato de licença acabou de ser fechado, ainda não há nenhum detalhe sobre data de lançamento, para quais plataformas o jogo será lançado ou mesmo qual será o modelo de negócio do game. Ainda que a Athlon seja mais conhecida pelo trabalho em Warframe, isso não é garantia de que o jogo será no modelo free to play, já que a empresa também já trabalhou em jogos com modelo mais tradicional de lançamento, como Gears of War 4.

Com esse currículo, não há dúvida de que a empresa tem capacidade de fazer um ótimo trabalho nesse projeto, mas será que sairá bom o suficiente para agradar aos fãs de J.R.R. Tolkien?

05 Sep 14:27

Skype agora grava chamadas no smartphone e desktop

by Rafael Arbulu

Pela primeira vez desde que foi lançado, o Skype agora conta com gravação de chamadas. A novidade foi liberada na nova versão do aplicativo tanto para smartphones quanto para desktops. Curiosamente, a versão para Windows 10 ficou sem o recurso, o que, segundo a Microsoft, deve ser corrigido nas próximas semanas com um novo update.

As gravações estão disponíveis em um menu de recursos extras durante uma ligação. Ao clicar no símbolo “+” e selecionar a opção de início de gravação, uma notificação será enviada a todos os participantes da conversa de que aquela chamada será gravada na nuvem e disponibilizada para todos por download tanto em laptops e desktops como em smartphones por 30 dias. As gravações de chamada valem para conversas one-on-one, ou seja, entre duas pessoas; e multijanelas, com chamadas de conferência para mais de dois participantes.

Também é possível enviar as gravações para contatos selecionados dentro do próprio Skype.

Nova versão do Skype traz gravação de chamadas (Imagem: Divulgação/Skype)
09 Aug 20:26

Como transformar suas fotografias de viagem em dinheiro

by Guilherme Dantas

Se você ama fotografar, provavelmente não esquece sua querida máquina fotográfica quando vai viajar.

Afinal, registrar belos momentos e paisagens é mais do que um hobby para algumas pessoas. É uma verdadeira paixão.

Quando as férias acabam e você está de volta pra casa, chega a hora de mostrar as fotos para os familiares e amigos.

E depois, muitas vezes o destino dessas fotografias é uma pasta escura e gelada dentro do cartão de memória.

Mas, já imaginou em expandir o potencial dessas fotografias? E se eu te dissesse que é possível aproveitar essas imagens e disponibilizá-las para que profissionais de todo o mundo possam utilizá-las em seus projetos?

Sim, caro amante de fotografia, isso é possível e é mais fácil do que você imagina.

Quer testar essa possibilidade ainda hoje e começar a lucrar com suas fotografias de viagens? Então siga os passos abaixo:

Faça seu cadastro gratuito na Adobe Stock

É um cadastro simples, para que você consiga criar sua conta. Caso já tenha uma Adobe ID, basta vincular.

Você terá um painel de controle para visualizar as fotografias enviadas e todos os dados referentes à elas.

Siga esse link e insira suas informações para começar.

Selecione suas melhores fotografias e faça o upload

Faça uma seleção de imagens que podem ser utilizadas em projetos comerciais. Pode ser aquela fotografia com belas montanhas, aquele pôr do sol inesquecível ou aquela onda incrível que se formou no mar e você conseguiu capturar.

Lembre-se que, caso sua foto tenha alguma pessoa aparecendo, é preciso que ela dê permissão de uso de imagem para que a fotografia possa ser vendida.

Vale também juntar os amigos e fazer poses, como essas fotografias que já estão disponíveis na Adobe Stock, por exemplo:

Acompanhe suas vendas em tempo real

Após fazer o upload das fotografias, basta acompanhar suas vendas em tempo real. A plataforma se encarrega de fazer todo o processo de vendas, desde a exposição das imagens nos resultados de busca, até o processamento do pagamento da licença por parte do comprador.

Por isso é muito importante que você utilize bem as tag’s em suas fotografias para que ela possa ser melhor encontrada.

Fazer isso possibilita elevar o potencial de suas fotografias de viagem. Se você vasculhar as fotografias perdidas em seu computador, tenho certeza que encontrará várias que poderiam facilmente se transformar em royalties na plataforma.

E quem sabe com o lucro dessas fotografias você consiga planejar sua próxima viagem, hein?

O post Como transformar suas fotografias de viagem em dinheiro apareceu primeiro em Designerd.

09 Aug 20:26

A Mozilla está trabalhando no redesign do Firefox e quer sua opinião

by Pedro Renan

A Mozilla tem investido bastante em design no último ano, após seu redesign open-source e um redesign do Firefox é hora de mais uma mudança e, mais uma vez, no Firefox.

Para acompanhar a evolução da internet a Mozilla está criando novos aplicativos e serviços.

Segundo eles, o ícone atual do Firefox não oferece o design suficiente para estas novas ferramentas e uma equipe de designers da Mozilla desenvolveu dois sistemas de ícones e símbolos.

E eles querem o nosso feedback.

A proposta de redesign

Diferente do projeto de redesign da Mozilla, neste não haverá votação. A empresa quer apenas saber a opinião das pessoas e com isso tentar responder algumas perguntas, como:

  • Esses dois sistemas ainda se parecem com o Firefox?
  • Quão visualmente coesivo é cada um deles?
  • A lógica de design desses sistemas pode se estender e abraçar novos produtos?
  • Esses sistemas reforçam a velocidade, a segurança, a confiabilidade, a inteligência e a inovação que o Firefox representa?
  • Esses sistemas sugerem nossa posição como uma empresa de tecnologia?

Esse será o ícone master e aparecerá em todo o marketing da empresa. Talvez, segundo a empresa, um destes ícones substituirá o ícone atual do navegador.

Por falar em navegador, além do navegador padrão, a versão de desenvolvedor e o Nightly (versão de testes do navegador da Mozilla) também mudarão e estes são os ícones que estão sendo apresentados:

Os navegadores com focos diferentes dos acima apresentados terão um visual comum e conhecido, overlay e lineout, respectivamente.

E, finalmente, os ícones dos novos aplicativos e serviços. Notem que eles sinalizam ou dão a ideia de sua respectiva função. Eles também seguem o visual apresentado no ícone Master.

Como falei, a empresa quer a opinião das pessoas e você pode deixar a sua no artigo original da publicação.

Lembrando que os ícones apresentados são apenas conceitos e poderão sofrer várias alterações e ajustes até o design final. Vamos aguardar!

O post A Mozilla está trabalhando no redesign do Firefox e quer sua opinião apareceu primeiro em Designerd.

08 Aug 20:25

Documentário mostra como é trabalhar em startups no Brasil

by Jessica Pinheiro

A especialista em micro movies Smarty lança nesta quarta-feira (8), no Instagram, o documentário Emprego dos Sonhos. Ou Não! (Startups). A série conta com 16 episódios de um minuto cada e tem como objetivo ampliar o debate sobre a planilha “Como é trabalhar em uma startup” que circula desde maio na internet e vem gerando bastante polêmica, com depoimentos anônimos de funcionários de empresas de tecnologia.

As falas que foram coletadas para o documentário mostram temáticas como salários, assédio moral e sexual, problemas de gestão, entre outros. A produção foi feita pela produtora na RankMyApp, uma startup voltada para a automatização do processo ASO (App Store Optimization).

Diego Monteiro, sócio da Smarty e idealizador do projeto, afirma querer “mostrar os dois lados da relação entre empregado e startups, discutindo um pouco como é trabalhar neste mercado”. Os depoimentos procuram reunir uma “visão conciliatória da discussão que consta nesta planilha, mostrando como lidar com a situação”. Já o CEO da RankMyApp, Leandro Scalise, conta no filme que, “nos últimos quatro anos, a mídia jogou a expectativa das startups lá para cima”.

Segundo ele, “as próprias startups quiseram vender o conceito de que tudo é uma maravilha”, quando na verdade existem muitos contrapontos, incluindo o salário. “Uma startup geralmente não consegue competir com o salário de uma grande empresa. Então, ela precisa competir de outras formas, talvez com um plano de carreira acelerado, que é o que a gente faz”, comenta.

O documentário será disponibilizado no Instagram da Smarty Talks, no perfil @smartytalks, a partir desta quarta-feira (8). A produção foi conduzida desta forma mais “mobile” para casar com a proposta de gerar conteúdo de consumo mais casual para as pessoas, permitindo que elas assistam pela tela de seus celulares mesmo.

Planilha polêmica

A planilha com os comentários de inúmeros funcionários de startups ainda está online e ainda é possível atribuir opiniões, pois o formulário continua aberto. Não é possível saber a procedência das informações, apesar de muitas pessoas terem aproveitado o espaço para desenvolverem verdadeiros textões, repletos de desabafos.

Outros comentários já são um pouco mais neutros e, claro, há quem eleve sua experiência com a startup às alturas. Por outro lado, diversas respostas mostram um lado muito legal, e até engraçado, sobre os bastidores dessas pequenas empresas. Em muitas mensagens, é falado sobre a conduta do ambiente do trabalho e a etiqueta referente às roupas.

Sobre a Zup IT Innovation, de Uberlândia, por exemplo, alguém deixou a seguinte mensagem: “Experiência extremamente positiva, líderes motivados e engajados com o objetivo da empresa, o tempo todo estão trocando ideias, orientando e dando subsídios necessários para o desenvolvimento das atividades, o ambiente é superdescontraído, tipo, posso trabalhar de chinelo, camiseta e bermuda... Horário flexível é outro atrativo. Muito diferente das empresas que trabalhei, enfim muito top!”

Já alguém da Magnetis, de São Paulo, afirma que esse é o melhor lugar onde já trabalhou, inclusive, ressaltando o quão sério as pessoas lá levam as férias: “Eles incentivam o crescimento profissional, não trabalham horas além do normal, férias é coisa séria (não ligam nas férias nem pingam no Slack) fazem palestras internas que te ajudam no crescimento, tem 1x1 meetings, usam o sistema organizacional em círculos, as pessoas realmente se ajudam e são inclusivos”.

Outros detalhes de bastidores já são um pouco mais ousados, como é o caso de alguém da Rappi, de São Paulo, que diz o seguinte: “Empresa legal, mas o CEO leva Bohemia em um churras onde os amigos levam vinho, Wagyu e Corona”. Por fim, alguém se pronunciou da seguinte forma sobre a COBLI, também de São Paulo: “Maior concentração de pessoas feias da região da Paulista. Você só é valorizado se for formado nas faculdades de playboy (FGV, Mackenzie), pobre só tem vez pra ser burro de carga”.

08 Aug 20:21

Bancos de dados de reconhecimento facial cobram por consulta e crescem no Brasil

by Felipe Demartini

O reconhecimento facial é a mais nova arma das empresas de varejo e do setor financeiro para evitarem golpes, tornando-se um setor com amplo potencial de crescimento e movimentação de centenas de milhares de reais por mês, com ainda mais dinheiro pelo caminho. É um segmento da tecnologia controlado por bancos de dados privados por biometria, que cobram por consulta e têm como clientes algumas das principais lojas e companhias do país.

São fintechs como Nubank e Neon, varejistas como Ponto Frio e Casas Bahia, operadoras de planos de saúde como a Unimed e tantas outras marcas que podem, em algum momento de uma compra ou assinatura de um contrato, solicitarem a foto de seus clientes. A ideia não é enriquecer o cadastro ou trazer mais informações a ele, mas sim comparar a imagem com o banco de dados de reconhecimento facial de empresas como a CredDefense, Certibio e Acesso Digital, uma das mais antigas do segmento.

As bases de dados não são vendidas e, como dito, as companhias pagam por consulta, com valores que podem variar desde R$ 0,10 a R$ 4,70, dependendo da fornecedora do serviço, o volume de consultas e o tamanho da integração necessária entre os sistemas de um varejista e o banco de dados. Quem utiliza a tecnologia com maior frequência, normalmente, paga menos, mas os preços e condições variam.

Na Certibio, por exemplo, são 70 milhões de pessoas registradas, em um banco de dados que a empresa afirma ser usado por 90% das fintechs e varejistas, além de 30% das empresas de telecomunicação em operação no Brasil. E diante do fato de todos esses mercados estarem em amplo crescimento, a oportunidade é grande para que as empresas do setor aumentem de tamanho na mesma medida.

Toda a tecnologia serve, basicamente, para garantir autenticidade, comprovando que o futuro cliente realmente é quem diz ser, além de evitar fraudes ou golpes. Após a comparação, o sistema apresenta um coeficiente de semelhança que vai de zero a 100% - obviamente, quanto maior o número, maior a possibilidade de a pessoa ser quem é. A indicação da empresa é que, quando este total estiver acima de 93%, restam poucas dúvidas quanto à veracidade da informação passada; abaixo de 31%, entretanto, a maior chance é do exato contrário.

A privacidade é importante para quem trabalha neste ramo, com o cliente ou interessado em um serviço sempre estando ciente de que seus dados estão sendo coletados para fim de verificação e segurança. Além disso, normas relacionadas ao parcelamento permitem o compartilhamento de dados entre varejistas e instituições de crédito e verificação, enquanto o banco de dados do Serviço de Processamento de Dados (Serpro) também pode ser utilizado para esse fim, reunindo fotos de carteiras de motorista do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), por exemplo, e dados oriundos de declarações de imposto de renda.

Tudo, é claro, dentro da lei e, muitas vezes, com informações fornecidas pelos próprios usuários. Na medida em que os nomes do setor se consolidam mais, a tendência é que a tecnologia também se torne mais popular, deixando de ser apenas uma característica interessante do iPhone X para se tornar parte integrante de processos de cadastro, financiamento e aberturas de contas correntes.

08 Aug 20:21

Dispositivo é capaz de transformar qualquer TV em um "tablet gigante"

by Eduardo Hayashi

O Chromecast certamente veio como uma ótima opção para pessoas que ainda não querem investir pesado em uma smart TV, colocando à disposição todo o leque de aplicativos e conteúdos interativos do Android diretamente na tela da TV.

Com uma proposta semelhante, mas como uma solução muito mais interessante para empresas em geral, o Touchjet Wave vem agora como uma alternativa muito mais acessível que o Surface Hub, tela touchscreen inteligente da Microsoft voltada para o ambiente corporativo. A ideia é, basicamente, transformar TVs planas convencionais em um "tablet gigantesco".

Ideal para a realização de apresentações e trabalhos em grupo em empresas e instituições de ensino, o Touchjet Wave funciona com televisores de 20 a 65 polegadas, além de oferecer toda a conveniência e praticidade do Android. Sim, o acessório vem equipado com o sistema móvel da Google e suporte a Wi-Fi.

A instalação do dispositivo é muito simples: basta fixá-lo na TV e realizar a conexão via cabo HDMI. Com isso, todos os comandos de toque são detectados por um sensor frontal, que deve ser posicionado na parte inferior ou superior da tela.

Outra característica interessante do Touchjet Wave é que ele pode funcionar de forma integrada com um smartphone com os sistemas Android e iOS, permitindo o uso do microfone e do teclado para digitar informações na tela.

Desenvolvido a partir de uma campanha bem-sucedida no Indiegogo, o produto já está pode ser adquirido pelo preço de US$ 299, no modelo mais simples, e por US$ 343, na variante que conta com uma stylus exclusiva com diversas funções adicionais. Embora os valores não pareçam ser tão convidativos assim, vale notar que modelos de telas inteligentes como o Surface Hub custam algo entre US$ 9 mil e US$ 22 mil.

07 Aug 20:23

Capacho Nintendo Gamepad NES

by Dado Ellis

O único ponto negativo deste incrível capacho do clássico controle Nintendo é que seus vizinhos vão querer roubá-lo!

O capacho Nintendo Controller Door Mat tem o formato do clássico gamepad do NES original e é feito de fibra de coco com revestimento de vinil durável para ser colocado fora de casa. Mede 43,18 cm por 73,66 cm.

O capacho Nintendo Controller Door Mat custa US$24,99 na pré-venda da BigBadToyStore, que aceita encomendas do Brasil.

Veja mais brinquedos da Nintendo tapetes incríveis aqui no Blog de Brinquedo.

Via BBTS.

07 Aug 20:21

Brinquedo Anti-Stress PlayStation DualShock Gamepad

by Dado Ellis

Quem fica muito estressado quando joga videogames e tem vontade de jogar o controle na parede, precisa muito deste novo brinquedo anti-stress!

O PlayStation Controller Stress Toy tem a forma de um clássico gamepad DualShock, com botões e joysticks, feito de espuma macia para apertar e apertar nas horas de estresse profundo durante os games mais enlouquecedores.

O PlayStation Controller Stress Toy custa US$7,99 na pré-venda da Entertainment Earth, que aceita encomendas do Brasil.

Veja outros brinquedos anti-stress divertidos aqui no Blog de Brinquedo.

Via Paladone.

09 Apr 13:02

Os trabalhos deste russo são incríveis e você olha para alguns deles todos os dias

by Letícia Motta

Se você é designer e usa o pacote Adobe, encara todos os dias um pedacinho deste portfolio maravilhoso.

Olhando assim, de primeira, você pensa logo: “é 3D!”. Mas se engana quem pensa que o portfolio deste designer está recheado de computer graphics. Nada contra, mas é incrível ver como que o designer e artista Ruslan Khasanov consegue resultados vibrantes usando tinta, seringas, uma poderosa câmera e uma bela técnica.

Seu trabalho vem sendo bem apreciado por marcas grandes, como Adobe e MAC Cosmetics.

Para a Adobe, Ruslan criou uma linda interpretação do logo do pacote Creative Cloud 2018, e a arte da tela de abertura do InDesign (em colaboração com o estúdio francês My Name is Wendy), que você provavelmente nunca parou pra prestar atenção nos créditos.

Veja a interpretação do logo do CC 2018:

A tela de abertura do Adobe InDesign:

Para a MAC Cosmetics, Ruslan foi contratado para criar vídeos de Instagram para promover os batons líquidos da marca. Acho que ele conseguiu mais que isso:

No portfolio de Ruslan tem mais trabalho legal, com muita tinta e talento.

Gosta de tintas e lentes macro? Então você vai gostar de ver esta série de imagens também.


© letmotta para Cutedrop, 2018. | Permalink | Sem comentários |

16 Feb 22:20

Google remove botão "Ver Imagem" das buscas para evitar "roubo"

by Redação

Quem acessou o Google Imagens nesta quinta-feira (15) pode ter estranhado o sumiço do botão “ver imagem”, que dava acesso direto às fotos encontradas pela busca. Não se trata, porém, de um bug ou indisponibilidade no serviço, mas sim de uma mudança deliberada, aplicada pela gigante das pesquisas para, segundo ela, “equilibrar os interesses de usuários e produtores de conteúdo”.

A alteração foi feita, inicialmente, sem alerta, sendo confirmada pela companhia apenas horas depois. Em comunicado, a Google confirmou as alterações e disse que elas representam uma forma de conectar usuários aos sites de interesse, de forma que eles passem a acessar as páginas diretamente na hora de procurarem pelas imagens desejadas.

Mais do que isso, a mudança faz parte de um acordo entre a gigante e a Getty Images, um dos maiores bancos de imagens do mundo. A partir de agora, a Google tem a licença necessária para utilizar as imagens da companhia em seus produtos e serviços, mas, em troca, se comprometeu a reduzir as violações de copyright disponibilizadas a partir de seu motor de pesquisa.

Como parte de um contrato assinado na última semana, a Google se comprometeu não apenas a trabalhar para reduzir as violações de direitos autorais, mas também tornar mais visíveis os alertas com relação a copyright e outros fatores semelhantes no acesso às páginas. Isso, também, inclui a medida adotada agora, que levará os usuários aos provedores originais das fotos desejadas em vez de apenas entregá-las como um simples resultado.

Também será removido, como parte do acordo, o botão que permite ao usuário realizar o upload de uma imagem para que o sistema de buscas encontre opções relacionadas. No momento em que esta reportagem foi escrita, entretanto, o recurso ainda estava disponível, assim como a tradicional opção que permite colar a URL de uma foto para pesquisa ou o atalho pelo botão direito do mouse, no navegador Chrome. Ambas vão continuar funcionando, segundo a companhia.

A ideia fundamental da mudança — claro, além do acordo financeiro em si — é dar tanto valor às imagens quanto às informações de texto buscadas no Google. De acordo com a gigante, privilegiar produtores de conteúdo e o trabalho visual e de fotografia é um dos intuitos da alteração, além de dar mais contexto às pesquisas, indo além, apenas, do visual em si.

29 Jan 19:50

A incrível e delicada arte com penas de pássaros de Chris Maynard

by Guilherme Dantas

Dentre os vários estilos de arte, existem aqueles que são leves e delicados, sendo até mesmo difícil imaginar sua execução.

É o caso da arte em penas de pássaros de Chris Maynard.

Com ajuda de um bisturi cirúrgico, o artista cria belas e delicadas formas em penas, que ficam suspensas por pequenos pinos, criando uma composição incrível.

O artista deixa claro que utiliza apenas penas que caem naturalmente dos pássaros em aviários e zoológicos.

Confira sua bela arte:

O post A incrível e delicada arte com penas de pássaros de Chris Maynard apareceu primeiro em Designerd.

29 Jan 19:42

Academia inova e promete exercícios interativos em realidade virtual

by Redação

Incentivo para fazer exercícios físicos é uma das barreiras mais comuns para pessoas que frequentam academias convencionais. No entanto, a academia Black Box VR promete uma solução criativa e inovadora para resolver esse problema.

A ideia da companhia é oferecer uma academia que oferece recursos tecnológicos de realidade virtual, proporcionando atividades físicas interativas e imersivas com a utilização de óculos VR e sensores de movimentos, em uma espécie de "gamificação" das academias convencionais.

Para garantir a efetividade dos exercícios físicos, os módulos de exercícios da Black Box VR utilizam a tecnologia de aprendizagem de máquina para adaptar os exercícios de acordo com o nível de força e resistência de cada pessoa. Confira a seguir o vídeo de divulgação:

No momento, a Black Box VR está em fase de testes, selecionando apenas algumas pessoas para receber o feedback necessário para o lançamento definitivo do serviço fitness. Interessados podem entrar na fila de espera a partir do site oficial da empresa.

29 Jan 19:39

Elon Musk comemora a pré-venda dos lança-chamas da Boring Company no Twitter

by Redação
Beto

Pouco doidão rs

É muito difícil não amar Elon Musk e sua forma bem humorada de brincar com o estigma de gênio do mal que alguns lhe atribuem. A última do simpático bilionário foi inventar de vender lança-chamas. Sim, é isso mesmo!

E claro que a ideia gerou frisson entre compradores do mundo todo querendo seu brinquedo nada seguro. Em apenas um dia de pré-venda, 7 mil das 20 mil unidades totais dos lança-chamas da The Boring Company foram vendidas.

Abaixo, veja um tweet do CEO da SpaceX comemorando as vendas do brinquedo mais destrutivo desde a boneca assassina da Xuxa:

Agora, veja abaixo um vídeo do Elon Musk brincando com seu protótipo do lança-chamas comercializado pela The Boring Company:

Na legenda do vídeo, postado no Instagram do próprio Musk, lê-se : "Não faça isso. Aliás, quero deixar claro que um lança-chamas é uma péssima idéia. Definitivamente não compre um. A menos que você goste de diversão." Elon Musk é mesmo um fanfarrão.

MUITO fanfarrão, mas com referências legais

Disponíveis na pré-venda por US$ 500, as armas são anunciadas como as lança-chamas mais seguras do mundo, o que não quer dizer muita coisa. Também é possível, com US$ 30 extras, pré-comprar um extintor de incêndio que, segundo a descrição do próprio site da The Boring Company, é um preço totalmente superfaturado e que o comprador em potencial facilmente encontraria uma opção mais em conta, mas tal achado não traria adesivos legais.

Agora olhe bem para a imagem que usamos de capa para essa notícia e tente explicar: O que a Kelly Key está fazendo ali?

26 Jan 10:15

Programador Junior

by Andre Noel
Beto

Já vi acontecer haaiuhaiua

tirinha
Inclua essa tirinha em seu site
COLE ESSE CÓDIGO EM SEU SITE x
Fonte: Vida de Programador
Transcrição ↓

Entrevistadora: Você veio por causa do anúncio para programador junior, certo?
Programador: Isso!
Entrevistadora: Certo, mas por que você quer trabalhar aqui?
Programador: Olha, pra ser sincero eu não quero trabalhar aqui, não... Eu vim por curiosidade... Porque vocês pedem tanto conhecimento para um programador junior que eu queria vir aqui conhecer um sênior de vocês... O cara deve ser um Deus!
Entrevistadora: PLOFT!
--
Camiseta: Infelizmente não tenho 3 vidas de experiência

O artigo "Programador Junior" foi originalmente publicado no site Vida de Programador, de Andre Noel.

25 Jan 19:35

Cada um com seu gosto

by ninja vermelho
Beto

vapo!

Ela tem uma serra elétrica Se não, providencie e veja a magia acontecer!

Ela tem uma serra elétrica? Se não, providencie e veja a magia acontecer!

 

The post Cada um com seu gosto appeared first on Le Ninja.

25 Jan 16:16

WhatsApp Business é lançado e traz recursos importantes para lojistas

by Redação Ecommerce de Sucesso
Beto

Maneiro.

whatsapp business

Você usa o WhatsApp para as áreas de atendimento e vendas do seu negócio? Caso a resposta tenha sido negativa, talvez seja a hora de repensar suas estratégias.

Segundo o próprio aplicativo, mais de 80% dos pequenos negócios brasileiros utilizam o WhatsApp como canal de comunicação com os seus clientes. E é claro, isso provavelmente não acontece somente por aqui…

Sabendo disso, a empresa de Mark Zuckerberg decidiu lançar o WhatsApp Business, versão do aplicativo que ajudará pequenas e médias empresas a contatarem usuários de forma muito mais profissional.

Quer saber mais sobre essa novidade? Então fique com a gente e vamos entender melhor quais são as grandes vantagens do WhatsApp Business!

As vantagens do WhatsApp Business para o empreendedor

whatsapp business

Além de facilitar as coisas na hora de separar vida pessoal e profissional, o WhatsApp para negócios permitirá que o empreendedor crie um perfil totalmente comercial para a sua empresa, com detalhes importantes como email, site, endereço, descrição das atividades comerciais da empresa etc.

A confiabilidade também será maior, já que os perfis comerciais deverão ganhar selos de autenticação, assim como já acontece em outras plataformas como Instagram e Twitter.

whatsapp business

Outra novidade interessante do WhatsApp Web será a eficiência: perguntas frequentes poderão ser respondidas com respostas prontas, evitando que você precise reescrever várias vezes ao dia as mesmas explicações.

O WhatsApp Business também contará com estatísticas de leitura e o empreendedor poderá trabalhar com o WhatsApp Web normalmente.

Muito legal, não?

WhatsApp para negócios: como e onde baixar?

O download e uso do WhatsApp para negócios é gratuito e por enquanto está disponível somente para usuários dos seguintes países: Estados Unidos, México, Reino Unido, Indonésia e Itália.

De qualquer forma, os brasileiros não têm por que se preocupar, já que nas próximas semanas o recurso já deverá ser lançado por aqui. Quando isso acontecer, o aplicativo ficará disponível na Play Store do seu smartphone.

whatsapp business

Gostou da novidade e quer continuar aprendendo sobre como turbinar o seu faturamento com a ajuda do aplicativo de mensagens instantâneas?

Então dê o play no vídeo abaixo e aprenda a utilizar o WhatsApp para converter muito mais boletos no seu ecommerce! Não se esqueça de se inscrever em nosso canal do Youtube =)

O post WhatsApp Business é lançado e traz recursos importantes para lojistas apareceu primeiro em Ecommerce de Sucesso.

24 Jan 15:43

Resident Evil 2 e um dos momentos mais inesquecíveis da história dos jogos

by Felipe Demartini
Beto

É verdade na época eu fiquei realmente impressionado com o começo já na treta, jogo fera demais que da pra jogar ainda hoje se divertindo muito.

Você se lembra do que estava fazendo no dia 21 de janeiro de 1998? Faz tempo não é? Essa foi a data de lançamento de Resident Evil 2 e também o dia em que muita gente – pelo menos nos EUA, já que, no Brasil da época, jogos nunca chegavam às lojas no dia do lançamento internacional – teve o primeiro contato com um dos títulos mais importantes de todos os tempos.

Era uma época em que o mundo já estava se acostumando com a transição da jogabilidade bidimensional para os gráficos 3D. Um tempo em que os games de plataforma começavam a dar espaço a novos gêneros, como o Survival Horror, tão bem representado pelo primeiro Resident Evil e que, agora, chegava ao que muita gente considera, até hoje, como seu apogeu.

Os primeiros minutos do novo game da Capcom impressionavam, e, aqui, não estamos falando apenas da abertura com visuais bastante impressionantes para a época. O negócio é que, depois dela, vinha um momento incrivelmente intenso, em que o usuário era jogado de cabeça em uma Raccoon City devastada e lotada de zumbis.

Mudando a fórmula

Era uma perversão do que normalmente se via em jogos, uma dinâmica que permanece até os dias de hoje. Normalmente, o início de qualquer jogo é suave, fácil até, para que o jogador se acostume com o ambiente e os controles, às vezes até enfrentando alguns inimigos mais simples, seguindo adiante, então, em uma dificuldade crescente.

Mas em Resident Evil 2, tudo o que o jogador tinha eram cinco segundos. Esse é o tempo exato que separa o momento em que ele assume o controle do protagonista e a mordida do primeiro zumbi. Nada de tutorial na tela nem indicação do que fazer, apenas uma música poderosa tocando a todo volume e os sons de uma cidade destruída e dos mortos-vivos vindo em sua direção.

Era um momento feito para surpreender, igualmente, a novatos e veteranos. Quem já havia jogado o primeiro Resident Evil tinha o instinto rápido de pressionar R1, no controle, e começar a atirar. Rapidamente, entretanto, percebia que as 18 balas da arma de Leon ou 13, na de Claire, eram insuficientes para a horda de monstros que se aproximava de todos os lados. Entre aqueles que estavam tendo sua primeira experiência, chorar não era uma reação inesperada.

Mesmo a continuidade da cena, na loja de armamentos, oferecia uma falsa segurança. Ali, era possível encontrar munição, mas o movimento de coletar os itens também eram o gatilho para que zumbis invadissem o local e obrigassem o jogador a fugir. Pelas ruas, mais caixinhas de munição, mas, ainda assim, uma quantidade insuficiente, já que a quantidade de mortos-vivos sempre era bem maior.

Resident Evil 2 chegou às lojas dos EUA em 21 de janeiro de 1998

Rapidamente, os jogadores precisavam aprender algo novo em relação ao primeiro game da franquia — em Resident Evil 2, fugir não era apenas uma opção, mas um ensinamento essencial. O game anterior, com seus corredores apertados, convidava ao enfrentamento, mas, aqui, saber escolher entre disparar e escapar poderia ser a diferença entre sobreviver ou morrer.

A margem de erro também era curta, uma vez que o primeiro item de cura somente seria encontrado no pátio da delegacia, depois de toda uma horda de zumbis. E, mesmo assim, ali, só tínhamos acesso a uma erva verde simples, cuja eficácia dependia muito do estado de saúde do protagonista.

Quem virou Resident Evil 2 de cabeça para baixo, hoje, sabe exatamente o que fazer nesse início, dando um baile nos inimigos com um pé nas costas. Na época, entretanto, essa foi a forma de o diretor Hideki Kamiya pegar todo mundo pelo pescoço logo nos primeiros minutos de jogatina.

Ao lado de um time relativamente pequeno para a importância do que estava sendo construído, o conceituado designer fazia nascer um clássico. Resident Evil 2 saiu de um desenvolvimento conturbado, chegando a ter sua produção praticamente reiniciada quando estava quase pronto, para se tornar um dos jogos mais importantes de todos os tempos.

20 anos depois de Resident Evil 2: um remake a caminho e temas amplamente explorados por jogos que vieram depois

Durante anos, ele também foi o segundo game mais vendido da história da Capcom. Em sua versão original, para o primeiro PlayStation, foram quase cinco milhões de cópias vendidas, um feito e tanto para e época, que fazia Resident Evil 2 ficar atrás, apenas, de outo estouro — a edição Super Nintendo de Street Fighter II.

As análises incrivelmente positivas da época, os prêmios e a presença em listas de jogos são um testamento de tudo isso. Se não for o bastante, leve em conta o fato de que Leon Kennedy viria a se tornar um dos queridinhos tanto da própria empresa quanto dos fãs, ao mesmo tempo em que Raccoon City se tornaria uma localização amplamente explorada ao longo dos anos.

Seja qual for seu aspecto preferido do game, entretanto, uma coisa é certa: quem jogou, jamais se esqueceu daqueles tensos momentos iniciais. Eles mostram porque Resident Evil 2 se tornou um clássico e, ainda mais do que isso, referência para muita coisa que veio depois.

Neste dia 21 de janeiro, muita gente esperava a revelação das primeiras imagens do remake de Resident Evil 2, um pedido atendido depois de mais de uma década de insistência dos fãs. A revelação não veio, mas, mais do que isso, chega a soar triste a ausência até mesmo de uma menção em redes sociais, pela Capcom, em relação ao aniversário de 20 anos do jogo.

A empresa pode ter deixado a ocasião passar batida. Mas, para os gamers, aqueles momentos iniciais e o desespero que sentimos na pele de Leon e Claire jamais serão esquecidos.

24 Jan 15:29

Dakar 18 | Game oficial do Rali Dakar promete experiência cheia de realismo

by Redação

O maior campeonato de rali do mundo, o Rali Dakar, virou um jogo de corrida cheio de desafios. Desenvolvido pela Bigmoon e pela Deep Silver, Dakar 18 promete incríveis efeitos visuais em imagens realistas não só dos cenários, mas também dos veículos e pilotos.

No Dakar 18, o jogador encontra as principais equipes oficiais das fabricantes, além de cinco categorias de classe de corrida: carros, motos, caminhões, quadriciclos e SSVs.

O game permitirá que o jogador desfrute de corridas multiplayer, enfrentando batalhas online, e também offline para praticar antes de desafiar outros jogadores.

Dakar 18 ainda não tem data oficial de lançamento, mas a Deep Silver garante que ele chega ainda em 2018 para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Assista ao trailer:

16 Jan 12:24

Quando a vovó fica nervosa

by ninja negro
Beto

orrá!!!!

netplics

To nervosa meus bolinho muxaro

The post Quando a vovó fica nervosa appeared first on Le Ninja.

16 Jan 12:23

“Gatonet” poderá render multa e cadeia para quem instala e para quem usa

by Leonardo Müller
Projeto de Lei tramita no Senado para votação na Comissão de Constituição e Justiça

Ter TV por assinatura com “sinal pirateado”, prática mais conhecida como “gatonet”, poderá se tornar crime no Brasil. O Projeto de Lei 186/2013 começou a tramitar na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta semana e, caso aprovado, vai tipificar os crimes de interceptação e recepção clandestina de sinal de TV por assinatura.

Isso quer dizer que, tanto a pessoa que oferece e instala os famosos gatonet quanto os clientes que solicitam a pirataria poderão ser punidos com multa de até R$ 10 mil. Também está prevista reclusão de seis meses a dois anos, com a possibilidade de aumentar a pena em 50% caso fique provado danos a terceiros.

Leia mais...

10 Jan 15:52

Cubo de Rubik Build It Solve It para Construir e Resolver!

by Dado Ellis
Beto

Agora a brincadeira fico insana rs

Montar o quebra-cabeça Cubo de Rubik clássico já é difícil, agora imagina construir ele do zero!

O Rubik’s Build It Solve It! Puzzle vem com o cubo todo desmontado para ser construído e depois resolvido. São 127 peças, incluindo parafusos, cantos, placas, instruções e uma mini chave de fenda.

O quebra-cabeça Rubik’s Build It Solve It! Puzzle custa US$24,99 na pré-venda da Entertainment Earth, que aceita encomendas do Brasil.

Veja outros Cubos de Rubik aqui no Blog de Brinquedo.

Via Winning Moves.

10 Jan 15:50

Jogo de Cartas Stranger Things Eggo Card Game

by Dado Ellis

A Eleven te convida para se divertir com o novo jogo de cartas da série Stranger Things!

O Stranger Things Eggo Card Game é um jogo de cartas no estilo Uno onde cada um escolhe jogar como Will, Mike, Lucas, Dustin, Eleven, Hopper ou Barb e cada carta jogada pode te mandar para o Mundo Invertido, te fazer comprar 2 cartas, reverter a ordem do jogo, chamar um Demogoron ou criar uma fenda e mandar todo mundo para o mundo de cabeça pra baixo. Inclui 106 cartas waffles Eggo não comestíveis, 7 cartas de personagens e instruções.

O jogo de cartas Stranger Things Eggo Card Game custa US$16,99 na pré-venda da Entertainment Earth, que aceita encomendas do Brasil.

Veja mais brinquedos da série Stranger Things aqui no Blog de Brinquedo.

Via EE.

10 Jan 15:49

Google Assistente ganha integração nativa com Android Auto

by Redação

Falar pura e simplesmente “OK, Google” para ativar uma pesquisa direcionada a um assunto especifico ou responder a uma mensagem de texto é coisa do passado. Agora, com o Google Assistente sendo de fato integrado ao Android Auto, um verdadeiro assistente inteligente de áudio nos automóveis ganha espaço.

A princípio pode parecer um pouco confuso, já que o serviço sempre respondeu a pedidos de voz de uma forma ou de outra. Porém, a real diferença desta atualização é que, ao invés de utilizar o recurso apenas para pesquisas ou mensagens, será possível acessar todas as funcionalidades que o Google Assistente suporta, além de controlar dispositivos domésticos inteligentes através do assistente, de dentro do seu carro.

O Android Auto é uma infraestrutura disponível no mercado há alguns anos e funciona mesmo em um carro não-habilitado para Android. O serviço permite que qualquer usuário de smartphone que tenha o sistema operacional instalado em seu dispositivo possa gerenciar os aplicativos suportados remotamente. Agora, porém, também será possível controlar as luzes da sua casa, gerenciar as playlists de música e até mesmo acessar os compromissos da agenda através do assistente.

Futuramente, reservar uma vaga de estacionamento e encomendar uma bebida no Starbucks com os aplicativos suportados pelo assistente também será possível.

E como saber se o serviço já foi atualizado? Se, quando você interagir com o assistente, aparecerem apenas as barras coloridas, significa que você ainda está utilizando a versão antiga. Se a interface mostrar quatro círculos, que refletem o novo logotipo do Google, então o assistente está integrado e pronto para uso.

10 Jan 15:44

Pantera Negra ganha novo trailer com muito mais ação

by Redação
Beto

Será que vai valer a pena?! ¬¬

Próximo filme da Marvel, Pantera Negra ganhou um novo trailer nesta semana. O personagem T'Challa (Chadwick Boseman), príncipe de Wakanda, foi apresentado anteriormente pelo UCM em Capitão América: Guerra Civil em 2016, e agora aparece com muito mais destaque em cenas de luta cheias de ação.

No trailer, também podemos ver os personagens de Michael B. Jordan, que interpreta Erik Killmonger, além de Lupita Nyong'o como Nakia e Letitia Wright como Shuri.

Pantera Negra é dirigido por Ryan Coogler e produzido por Nate Moore. O filme está previsto para chegar aos cinemas brasileiros em 15 de fevereiro.