Shared posts

07 Apr 19:25

Vaga para bibliotecários no Netflix Brasil

by Dora

Não se falou de outra coisa até agora – pelo menos entre os meus colegas bibliotecários: a vaga do Netflix para tagger. É uma vaga tão boa que parece mentira né? Mas não é mentira não.

O curioso é que as pessoas não tem muita noção do que um “tagger” faz. E isso é, basicamente, catalogação gente. Coisa que a gente ouve desde o início do curso de biblioteconomia.

Eles divulgaram a vaga pelo YouTube ontem, com um vídeo engraçadinho:

É claro que já teve brasileiro levando o vídeo a mal nos comentários. Pois essa vaga é coisa que “nem parece trabalho”. Mas aí é que está…

Nós sabemos que criar categorias, classificações e descrições do que for – de filmes, inclusive Marina que o diga – é trabalho nosso SIM! É nosso trabalho e MUITO! E é inclusive o que fazemos como bibliotecários desde os tempos mais primórdios.

Claro que eles pedem alguém que já tenha familiaridade com a terminolgia cinematográfica, porque aí a curva de aprendizagem é mais rápida para o negócio. Mas a verdade é que qualquer pessoa minimamente interessada pode fazer especificação de produtos facilmente. E como tem muita gente interessada em filmes e séries… Já viram né?

Com certeza vai ter uns 20394820948209389 caboclos tentando essa vaga dos sonhos e eu espero que pelo menos 3 deles sejam bibliotecários. No mínimo.

E aí?

Alguém que é bibliotecário e lyndo já conseguiu se candidatar?

E pra quem acha que essa é a vaga dos sonhos pra assistir todas as séries e filmes preferidos o dia inteiro, eu só vou largar esse Tweet pertinentíssimo aqui:

Capturar1

A vaga é pra quem tem inglês fluente e segue a descrição traduzida, só pra gente saber um pouco mais do perfil que eles procuram:

-

Tagger Brasileiro
Empregos em Aprimoração de Conteúdo
São Paulo, SP

Netflix, o principal canal de Internet do mundo para filmes e TV está lançando uma caçada a um tagger que fale português brasileiro para se juntar a sua equipe de Aprimoração de Conteúdo.

Os candidatos aprovados serão responsáveis por assistir e analisar filmes e séries de TV que será apresentadas no Netflix no futuro. O tagger vai desconstruir os filmes e programas de e descrevê-los usando tags objetivas.

Este “processo de marcação” é a primeira etapa do sistema de recomendação Netflix e trabalha em conjunto com algoritmos avançados que geram sugestões altamente personalizados para cada um dos cerca de 60 milhões de usuários da Netflix, oferecendo-lhes um conjunto individual de títulos correspondentes seus gostos.

Outras responsabilidades podem incluir também atuando como um consultor cultural brasileiro, destacando as especificidades culturais e preferências de gosto nacionais.

O papel vai oferecer horários flexíveis de trabalho a partir de casa e se adequaria àqueles com uma paixão por filmes e séries de TV, como pode ser evidenciado por uma licenciatura em Cinema ou História do Cinema e / ou experiência em dirigir, criar roteiros ou cinema. Os candidatos com experiência de análise (por exemplo, como um crítico ou trabalhar em desenvolvimento) também seria adequado.

As competências chave e qualidades para este papel incluem:

- Expertise em Filmes e Conteúdo para TV

- Excelentes habilidades organizacionais

- Persistência em acompanhamento e seguimento em um projeto

- Detalhista

- Inglês fluente

Habilidades técnicas de interesse:

- Experiência com Sistemas de Gestão de Conteúdos ou Ativos

- Excel

Background:

- 1-2 anos de experiência em companias de website/mídia/novas mídias

- Experiência em Cinema ou editorial de TV é desejável

Favor observar: apenas currículos enviados em inglês serão considerados.

09 Jan 12:00

Paris: top 5 e um pouco além!

by Monique Sonego

paris

Resolvi começar o ano retomando a ideia de posts de destinos, e resolvi começar por um dos mais clichês: Paris. Minha primeira grande viagem foi pra Paris, e tive a oportunidade de conhecer um pouco além do que é super famoso. E como as cidades mais turísticas são as mais procuradas e também podem ser as mais difíceis de se montar um roteiro (tem tanta opção que a gente fica meio louco), eu resolvi engrossar o caldo e dividir minhas sugestões por aqui também.

Eu, particularmente, gosto muito de visitar pontos turísticos e procuro sempre me informar a respeito antes de visitar uma cidade. Por quê? Bom, eu penso que se um local da cidade é considerado ponto turístico é porque algo de especial ele deve ter: seja porque é um ponto histórico importante, um local que oferece uma bela vista, um ponto emblemático….  Então eu sempre procuro visitar os pontos turísticos das cidades, mas procuro também reservar um tempo pra caminhar livremente, pra explorar sem mapa nem roteiro, pra poder descobrir a cidade por detrás do “pega-turista”.

Acho que Paris é uma cidade fácil de montar um roteiro de poucos dias, porque o que é famoso é muito famoso e o top 5 é bem clichê – mas recomendo fazer igual, porque é clichê mas é bacana demais!

Top 5 atrações turísticas

Torre Eiffel: Paris é mais Paris quando a gente vê a torre. O final da tarde é uma boa hora para visitar, assim você aproveita a vista durante o dia e também aproveita quando acendem as luzes.

torre_eiffel

Notre-Dame: Linda por fora e por dentro, é outro cartão postal da cidade. E a região toda ali por perto é bem agradável de se passear. Se você tiver tempo, pode subir e ver as gárgulas de pertinho :)

Sacré Coeur: A Basílica é linda e, se não bastasse isso, a vista da cidade que se tem de lá de cima é maravilhosa.

sacrecoeur_notredame

Sacré Coeur e Notre Dame

Champs-Elysées: a avenida é linda, tem o Arco do Triunfo que é maravilhoso, tá cheia de lojas bacanas (e de gente também). É um ótimo lugar para fechar o dia, já que algumas lojas fecham bem tarde.

Louvre: o acervo é incrível mas, independente do seu amor por museus, entre no Louvre nem que seja para apreciar o edifício – vale a pena.

louvre_arco

Arco do Triunfo e Louvre

Um pouco além

E se você tem um tempinho a mais na cidade e quer ir além desses pontos (mas não muito, rs), eu recomendo esses outros pontos aqui:

Igrejas: você pode visitar a St. Sulpice (citada no Código Da Vinci, do Dan Brown) e a St. Chapelle (que é paga, mas vale totalmente a visita porque os vitrais são divinos).

st_chapelle

St. Chapelle

Museus: o Les Invalides, ou Palácio dos Inválidos, é um monumento parisiense construído para dar abrigo aos inválidos dos exércitos franceses. Ali você encontra o Museu do Exército e a tumba de Napoleão. Pra quem curtiu o Louvre e quer um pouco mais, a visita ao Musée d’Orsay é uma ótima pedida: além da coleção, que inclui Van Gogh, Monet e Degas, o museu está situado numa antiga estação ferroviária e é bem interessante. Se você quer visitar um museu um pouco diferente, recomendo visitar o Centre Pompidou (tem museu, biblioteca, livraria, restaurante) e conferir o Museu Nacional de Arte Moderna, que tem obras de Picasso, o mictório do Duchamp… e também tem uma vista linda da cidade lá de cima!

lesinvalides

Les Invalides

pompidou

Pompidou

Passeios ~mórbidos: esses são ótimos pra quem quer diversificar a visita. O cemitério Père Lachaise é um passeio clássico em Paris (é o cemitério onde se encontram os túmulos de Jim Morrison, Alan Kardec, Oscar Wilde…). Recomendo fortemente que você vá com um mapa, porque o lugar é enorme e você vai poupar um bom tempo se souber exatamente onde está o que quer visitar. E já aviso que os gatos de lá não são muito amigáveis. E pra quem quer um passeio muito, muito diferente, as Catacumbas de Paris são de arrepiar os cabelinhos da nuca: um ossário que ocupa parte dos túneis subterrâneos da cidade. A ideia já é bem sugestiva e eles organizaram tudo com um toque de ‘maldade no coração’, então o local é bem bizarro (mas eu recomendo a visita, se você não se importa com o misto de escadas, túneis, escuro e ossos).

perelachaise_catacumbas

Père Lachaise (e os beijinhos de batom no túmulo do Oscar Wilde) e as Catacumbas de Paris

Compras e Glamour: para mudar um pouco desses ares lúgubres, você pode ir para todo o brilho da Opera de Paris e das Galeries Lafayette e Printemps (é tudo pertinho). Não importa se você tá com a grana contadinha e não pode esbanjar nesses lugares, vale a pena entrar e conhecer, porque a decoração é sempre de babar!

opera

Ópera de Paris

Jardins e Monumentos: para caminhar um pouco entre a natureza, e até mesmo sentar para um piquenique, os Jardins de Luxemburgo e Tuileries são lindos e também valem a pausa na correria do roteiro. Se você visitar o Jardim de Luxemburgo, aproveite pra visitar também o Pantheon, monumento mausoléu de grandes personalidades da história francesa, como Antoine de Saint-Exupéry (O Pequeno Príncipe), Alexandre Dumas (de Os Três Mosqueteiros), René Descartes (penso, logo existo), Victor Hugo, Voltaire…

luxemburgo

Jardim de Luxemburgo

E, mais do que tudo, aproveite as andanças entre um ponto e outro do seu roteiro para conhecer melhor a cidade e descobrir coisas novas! Perca-se por bairros e regiões diferentes, como o Marais e a Île de la Cité e Île Saint Louis. A Rue de Rivoli (você pode usá-la para ir da Notre-Dame até a Champs-Elysées, passando ao ladinho do Louvre) é uma rua ótima para fazer compras. E se você gosta de desenho e, por conseguinte, gosta de comprar material de desenho (ilustradores, designers, arquitetos, estilistas e etc.) aproveite as livrarias e papelarias de Paris. Você encontra muito material bacana e de qualidade por um preço bem mais amigo do que no Brasil. E aproveite também as farmácias francesas, com suas estantes recheadas de produtos maravilhosos com preços acessíveis.

sena

Paris é uma cidade cheia (cheia mesmo) de atrativos, e você pode ficar um mês por lá e não vai conseguir ver tudo! Pesquise, se informe, foque no tempo que você tem e escolha o que te parece mais interessante, opções não faltam! Aliás, você recomenda mais alguma?

* Ouvi boatos de que a Zaz fará shows no Brasil agora em 2015! Tentei conferir no site oficial dela, mas não tá funcionando direitinho. De qualquer forma, galera de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio e São Paulo fiquem atentos! E quem não sabe quem ela é, clica aqui pra voltar lá no meu primeiro post sobre músicas bacanas em francês! Eu fui no show dela no Paléo e achei incrível!

* Coincidência triste preparar um post de Paris justo nesse momento trágico, mas eu já estava com tudo pronto quando soube do atentado ao Charlie Hebdo :(

O post Paris: top 5 e um pouco além! apareceu primeiro em E aí, Beleza?.