Shared posts

24 Nov 02:44

15 regras para o sucesso criativo na era da internet

by IdeaFixa

molly

Molly Crabapple é uma artista e escritora que mora em Nova York e já escreveu para a Vice, Vanity Fair, NY Times, entre outros meios de comunicação.

De acordo com ela, desenhar pintos para a Playgirl, replicar a própria cara com quase 1,80 m com frases do que já a chamaram na internet são apenas algumas das coisas que ela já fez como ilustradora. Durante oito anos sobreviveu como artista sem agentes e galerias. Passou por períodos ruins, eventualmente, mas hoje se considera bem sucedida ao lançar um livro por uma grande editora.

No entanto, o sucesso da autora não seria possível sem a internet. Ela usou todas as plataformas possíveis para se divulgar e se considera louca por mídias sociais, no bom e no mau sentido. Atualmente, a internet está se tornando cada vez mais corporativa e centralizada. Então, Crabapple escolheu algumas dicas de como sobreviver e se dar bem com arte na internet depois de tudo que aprendeu.

 

molly4

 

1 – É necessário que haja recursos e renda para os artistas independentes. Só assim eles conseguem se arriscar e tornarem-se freelancers de sucesso. Mas, ao menos nos EUA, o governo não dá incentivos, como a eterna ausência do plano médico para quem trabalha como autônomo.

2 – As empresas não são fieis a você. Nunca acredite que elas irão cuidar de você, pois são imorais desde o berço e no conceito como companhia. Sempre negocie o que quer com agressividade. Pergunte aos freelancers quanto tal empresa o paga.

3 – Sempre diversifique suas fontes de renda. Se você está concentrado em um meio e ele quebra, a ruína te pega na curva e é hora de chorar. Preste serviços para áreas de trabalhos diferentes para sempre ter algum garantido.

4 – É comum que aqueles que explodem e fazem sucesso rápido tenham alguma fonte de renda vinda dos pais, cônjuge ou grana guardada de outro emprego. Às vezes, é alguém que está há dez anos trabalhando no ramo e, de repente é descoberto e brilha. Observe e aprenda com ambos para não criar mitos que se tornam barreira.

5 – Nem sempre será possível ter intervalos longos para férias antes de quebrar a parede que o leve ao reconhecimento.

6 – Não seja um cretino. Ajude a quem não tem o mesmo nível de expertise e conhecimento que você. Trate bem quem também não for um cretino e jamais sucumba ao jogo baixo.

7 – Tente se lembrar que boa parte das pessoas que trabalha com arte é preguiçosa. Então dê duro para se destacar.

8 – Rejeição é inevitável. Deixe-se atingir, sinta a dor e siga adiante.

9 – Nunca confie em empresários do Silicon Valley. Eles vão pedir para que você crie para a plataforma deles de graça e anos mais tarde, quando a venderem, nada vem para você.

10 – Seja mercenário com quem está montado na grana. Seja generoso com quem estiver em situação oposta.

 

molly2

 

11 – Trabalhar de graça só vale a pena se for com amigos ou organizações nas quais você acredita. Mas precisam te dar liberdade criativa e respeito.

12 – Não submeta seu trabalhos a concursos se você tiver que criar do zero especificamente para a iniciativa. É perda de tempo. É melhor colocar sua obra na internet do que acreditar que a exposição te dará destaque.

13 – Não trabalhe de graça para quem for rico. De verdade. Não, não e não. Mesmo que você possa fazê-lo, isto fode tudo para o resto do mercado que não tem a mesma opção.

14 – Se as pessoas amam seu trabalho, trate-as bem enquanto forem legais com você.

15 – Seja idealista sobre seu trabalho. Sonhe alto, abra seu coração e seja cínico sobre os negócios ao seu redor.

 

Molly1via

The post 15 regras para o sucesso criativo na era da internet appeared first on IdeaFixa.

24 Nov 01:55

Lingerie para todas

by Ariane Polvani

calendario

Enquanto a Victoria’s Secret errou com o anúncio do sutiã que promete vestir bem todos os corpos, mas só colocou modelos magras na campanha e ainda com o slogan “The Perfect Body” – que depois foi corrigido para “A Body For Everybody”, grandes coisas – a Vogue norte-americana deu uma dentro com o calendário de lingeriesThe Best Lingerie Comes in All Sizes” (A melhor lingerie vem em todos os tamanhos, em tradução livre), clicado pelo Cass Bird.
No texto de apresentação, a redação da revista escreveu: “Encontrar o sutiã certo nem sempre é fácil: existem modelos meia-taça, alças muito frouxas (ou muito apertadas!) e muitas vezes tudo gira em torno do desconforto. Nesta estação, por que não tentar algo novo – e achar lingeries bonitas que também tenham cortes perfeitos.”

+ zoom download-9
+ zoom download-1
+ zoom download-10
+ zoom download-11
+ zoom download-7
+ zoom download-12
+ zoom download-13
+ zoom download-14
+ zoom download-2
+ zoom download-3
+ zoom download-4
+ zoom download-5
+ zoom download-6
+ zoom download-8

O quanto essas fotos são lindas, maravilhosas e cheias de humor? Não seria incrível ver essas modelos nos editoriais usuais da Vogue e de outras revistas de moda? Não seria incrível que elas fossem inseridas no mundo das modelos “normais”, aliás, não seria incrível que o padrão de modelo “normal” não tivesse de ser um só? Esse editorial nos faz lembrar uma coisa que muitos fotógrafos e editores podem ter esquecido: magreza não é de longe mais bonita que uma bela luz e atitude.

Fotos: Vogue

09 Nov 23:03

Ele por ela

by Bianca Ferrari

emma-watson

Para estampar a edição especial sobre feminismo de dezembro da ELLE UK, a revista escolheu nada mais nada menos do que Emma Watson, vestida de Stella McCartney para ilustrar a capa e recheio. Em entrevista, a atriz que recentemente virou embaixadora da boa vontade para UN Women da ONU e discursou a favor da igualdade entre gêneros e direitos das mulheres, disse que discursar em setembro na sede da ONU em prol da campanha HeforShe foi uma experiência assustadora para uma mulher de 24 anos de idade. “Eu estava muito nervosa. Não foi tão fácil quanto parecia ser”, admitiu. “Será que vou almoçar com essas pessoas, ou serei comida por elas? Eu sou o almoço?”
Sua decisão em tornar-se uma ativista dos direitos das mulheres, era, em muitos aspectos, motivada por sua fama como atriz. “Nunca me senti confortável com a fama. Eu realmente lutei contra isso emocionalmente, e de uma forma engraçada, fazer isso é a minha maneira de dar sentido a isso. Eu encontrei um jeito de canalizá-la para outra coisa. E isso é algo que eu realmente acredito”, explicou. Apoiar as mulheres não foi algo de que surgiu do nada na vida da atriz, e sim, algo que sempre existiu, desde pequena. ”O feminismo não está aqui para ditar uma moda. Não é prescritivo e nem dogmático. Estamos aqui para dar às mulheres uma escolha. Se você quiser concorrer a presidência, você pode. Se não, isso é maravilhoso também”, disse. “Eu tenho sorte de ter sido criado acreditando que minha opinião no jantar fosse ouvida.”
E desde que fotos nuas de algumas atrizes de Hollywood foram vazadas, e Emma ter apoiado a ação de marketing para derrubar o 4chan, ela vem ganhando mais e mais apoiadores. E parece que Daniel Radcliffe, companheiro dos filmes da saga Harry Potter também se revelou feminista.

daniel-radcliffe-feminist

Em entrevista a Associeated Press por causa do seu novo filme “Horns”, o ator quando perguntado como se sentia ser rotulado como um símbolo sexual declarou que as pessoas não conseguem ligar a imagem dele a um personagem romântico depois de tanto tempo interpretando o bruxo. E também disse como esse rótulo destaca o duplo padrão sexista que faz com que a sexualização de jovens atrizes seja tão normal, mas não de jovens atores.
Em seu último papel, no filme “What if”, o ator revelou que as pessoas que olhavam para ele e diziam: “Você é um ator meio incomum para o papel”. Quando Daniel questionou o porque ele era atípico para o personagem, a jornalista respondeu: “Bem, eu acho que é provavelmente pelo fato de que nós associamos você com o bruxinho Harry Potter”. E a reação de Daniel a tudo isso? “Minha resposta imediata foi: Bem, a população não tem nenhum problema em sexualizar Emma Watson imediamente”, disse.

Fotos: Elle UK, HuffingtonPost.

05 Oct 02:13

Vida humanizada

by Ariane Polvani

bebe

Durante muitos anos manteve-se o mito de que o parto realizado em hospital, pelas mãos de um médico, era muito mais seguro, principalmente se fosse feita uma cesárea. Hoje, com o crescimento no número de pessoas que optam ter seus bebês com o auxílio de uma parteira ou de um médico humanizado, seja em casa, seja na casa de parto, seja no hospital, essa visão começou a mudar.
Muito tem se falado do parto humanizado, e muitas dúvidas ainda se tem sobre ele: resumindo muito, é um parto feito de maneira natural, respeitando sempre os limites, questões e saúde de cada mãe e de cada bebê. Pode ser feito em casa, desde que tudo corra perfeitamente bem no pré-natal e durante o trabalho de parto e também pode ser feito no hospital – na verdade, o principal é realizá-lo no ambiente em que a mulher se sentir mais confortável e mais segura, já que esses são os pressupostos fundamentais para parir. Esse é um tipo de parto no qual se respeita as vontades de cada mãe. Se ela quer anestesia, ela terá anestesia, se ela quer uma episiotomia, ela terá uma episiotomia (corte no períneo para “facilitar a saída do bebê”), se no meio do parto normal ela decidir mudar para a cesárea, ela poderá mudar para a cesárea.

renascimento

No entanto, quem passa a pesquisar e estudar sobre o parto humanizado vs. parto cirurgico, vai descobrir mil e um benefícios para si e para seu filho em trazê-lo ao mundo da maneira mais natural possível, principalmente depois que começar a entender sobre a tal da violência obstétrica – aliás, se engana quem pensa que esse tipo de violência se restringe a hospitais populares. Segundo um artigo publicado esta semana pelo blog Maternar, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que: “é considerada violência obstétrica desde abusos verbais, restringir a presença de acompanhante, procedimentos médicos não consentidos, violação de privacidade, recusa em administrar analgésicos, violência física, entre outros”. Esse tipo de coisa acontece diariamente em hospitais públicos e particulares. Sabe quando realizam uma episiotomia sem consentimento da mãe? É violência. Sabe aquele monte de procedimentos que fazem com o bebê, o separando da mãe logo após o nascimento? É violência. E esses são apenas dois dos inúmeros problemas que acontecem todo santo dia, indiscriminadamente no Brasil, onde o número de cesáreas chega a 52%, quando o Ministério da Saúde considera que a porcentagem aceitável para um país é de 20%.
É complicado tentar resumir em um texto o que é o parto humanizado e o que é a violência obstetrícia. Eu mesma que venho lendo sobre o assunto incansavelmente há semanas, indo a encontros de discussões e assistindo a documentários, ainda me deparo com novidades boas e ruins o tempo todo. E tenho certeza de que o mesmo acontece com quem está nessa pegada há anos.

principe-george-william-kate-middleton-580x442

Entender mais sobre o assunto para poder formar uma opinião própria é imprescindível a todos que um dia terão filhos, aos que já tiveram, aos que serão avós… enfim, nascer é o primeiro momento importante da vida de alguém. É parte da vida de todo mundo e vai continuar sendo até que a gente não esteja mais aqui. Hoje, ainda bem, existem muitas fontes nas quais se informar. Uma das melhores, para mim, foi no documentário “O Renascimento do Parto“, uma verdadeira aula de 90 minutos sobre nascer. Agora, o pessoal que produziu o primeiro está tentando levantar fundos via financiamento coletivo no site Benfeitoria para fazer uma continuação – eu já dei a minha contribuição e espero ansiosamente pelo lançamento!

Outra notícia boa que apareceu ontem veio lá do Palácio de Buckingham. Segundo a imprensa britânica, o Príncipe William convidou uma das parteiras mais famosas do Reino Unido e do mundo, Lesley Page, a ajudar no próximo parto da Kate Middleton. Seria o começo do fim de uma era? Tomara que sim!

Fotos: Facebook “O Renascimento do Parto”, Getty

20 Aug 22:19

Coloring Book Interview Series, #6: Polly Lindsay

by Jaanelle Pichaco




The thing about finding artists from our coloring books is that you never know what to expect from seeing the one illustration they submitted to us. What I found when I looked up Polly Lindsay was quite a surprise. Her art is pretty out of the ordinary from what we normally post here, but I got a little crush on her unexpected style of cutting and layering paper.

DA: Hello, Polly! What kinda cool stuff have you been doing?

PL: Hi from across the pond! I�ve been enjoying doing some freelance work at Blast Design in London where I�ve been creating illustrations made entirely of paper for an on going campaign for the National Maritime Museum. It�s exciting to see my work in magazines and on the museums home page, there�s a possibility the next campaign will make it on a London bus too! I also had the opportunity to assist the amazingly talented paper illustrator Owen Gildersleeve on a commission from Esquire magazine which gave me a great insight of the freelancing world. I�m currently part of a project organised by illustrator Thea ZL Wilkins where 54 artists from around Brighton are each allocated a playing card to illustrate, which will then be printed into a beautiful pack of cards. I�ve also just sent off my first piece of commissioned artwork to America!







DA: Nice! You have a pretty unique way of creating art by using the paper itself. What got you interested in creating these special type of papercrafts?

PL: Ever since I was young I always loved doodling and making things with my hands. During my design degree, I found myself on my computer more and more and during the end I got a bit fed up of every thing being so digitalised. I chose to focus my final project on handcrafted design which is the first time I�d ever used paper craft and I�ve been making things out of paper ever since.





DA: You're a good fit for DA then, since we love everything done analog here. The depth in your pieces from all the layers of paper is pretty awesome. What is the process of creating these like?

PL: Although it�s a bit fiddly, I really enjoy creating the layered pieces. I start by carefully choosing the colour scheme, I feel this is a really important step as it creates the mood of the piece. Once I�ve sketched out the rough image, I start by cutting the top layer, which is then use as a sort of template for drawing and cutting the next layer. �After all the layers are cut I use double sided foam to create the depth you see in the image. It�s really as simple as that. This process allows me to improvise as well, for example when I created the forest series, It wasn�t till I had cut the first layer that I decided on the next part � almost like a paper cut doodle!

DA: I love to hear that your work has that element of spontaneity. :D Do you have any habit that you do while you're creating art?

PL: I live in the seaside town of Brighton where my desk overlooks a colourful row of houses. I love to watch the seagulls playing on the roofs opposite as I work.







DA: What would be your favorite project to work on?

PL: I've really enjoyed all the work I have done recently but as my working space is quite limited, my pieces tend to be on the small scale. I would love to have the opportunity to work on a huge scale installation using only paper.

DA: Name something you love, and why.




PL: Vegetables. I'm not quite sure how my obsession of these tasty delights came about, but I think its magic how you can plant the tiniest seed and in a couple of months and a bit of love, you will be enjoying your very own salad. I even started a project called Veg of the Day inspired by the beauty of fruits and vegetables.

DA: Yummy! Now for show and tell time, have you colored in your page of our Coloring Book?

PL: Yes, I did and it made me feel like a kid again. I haven�t actually got out the colouring pencils for a long time so it was refreshing to be playing with a different medium. Please excuse the clashing colours!





Thanks Doodlers Anonymous, keep on doodling!
14 Aug 00:08

Photo



27 Jul 21:17

John Lennon

by Tartaruga Feliz
27 Jul 16:59

yungchub: i’m everyone in this gif



yungchub:

i’m everyone in this gif

27 Jul 16:04

Desabafa, vai (parte IV)

by brunomaron

desabafa_IV


15 Jul 00:17

...preciso fazer uma pesquisa...

Pra universidade/trabalho:

image

Pra uma roupa nova, um sapato…:

image

(by wswcm)

18 Jun 19:51

Photo



08 May 23:21

Filhas manipuladas

by noreply@blogger.com (ANDRÉ Montejorge)
A impressão que dá, é que todas as semanas aparece um pai, mãe (ou ambos), que faz postagens, fotos, montagens, etc, extremamente criativas com seus filhos. E de qualquer faixa etária! Pois bem, apresento-lhes mais uma! A sequência de imagens abaixo é obra do fotógrafo e artista digital John Wilhelm, que adora fazer manipulações fotográficas com suas 3 lindas filhas: Lou, Mila e Yuna! Selecionei algumas, mas você ver muito mais das divertidas e sensacionais fotos clicando nos links que estão no final do post. "Paternalmente legaus"!
Link 1     Link 2
08 May 22:56

Não-me-toque

by Mariana Inbar

avril-lavigne

Vocês já devem ter visto por aí, mas caso não tenham visto, a gente explica: de passagem pelo Brasil para cinco shows, Avril Lavigne resolveu tirar um proveitinho da admiração dos seus fãs, cobrando R$800, por uma foto. Daí você diz: “Eu pago! Imagina conhecer meu ídolo, tirar uma foto abraçado…” Opa! Abraçado não! Todo mundo que desembolsou seus suados reais para um registro ao lado da loira deu de cara com regras restritas na hora da foto. Não pode encostar em neeeem um fio de cabelo da cantora. Em alguns casos, a distância entre Avril e um fã é tão grande que chega a ser ridícula. O resultado? Virou meme por toda a internet, lógico, e todo mundo foi rápido em comparar as fotos de “Meet and Greet” (como chamam-se esses encontros) de Avril Lavigne com as de Rihanna, bem mais calorosa e querida com seus seguidores apaixonados:

riri

Depois de ser zoada por toda a internet, Avril tentou dar uma de simpática nessa madrugada e postou algumas das fotos que tirou com seus fãs em seu Twitter oficial, dizendo ter adorado conhecer todos eles. Só um detalhe: as fotos foram todas photoshopadas, e todos os fãs foram colocados coladinhos com a Avril. Cara-de-pau define.

avril-lavigne-2

Fotos: Twitter Avril Lavigne/ Buzzfeed/ Rihanna Daily

08 May 22:47

Amarelinha

by Família Petiscos

mac-simpsons

As vilãs da Disney já tiveram a sua; Hello Kitty e Betty e Veronika, de Archie’s Girls, também já. Por isso mesmo, é apenas uma questão de justiça que Marge Simpson, a matriarca da família de amarelinhos mais amada de Springfield, ganhe uma coleção de maquiagem todinha em sua homenagem.
M.A.C. anunciou hoje a linha, que comemora os 25 anos do desenho animado que virou Lego recentemente.
Segundo o WWD, a coleção chega às lojas em setembro, e por enquanto não há mais informações. Mas apostamos que no meio dos produtos vai ter uma sombra azul, bem da cor do cabelão de Marge! A pergunta é: onde será que vem o amarelinho Simpsons? Outra sombra?

Foto: WWD

08 May 16:55

Truque antigo

by Paula Roschel

segredos-de-beleza

Você acredita naqueles truques de beleza da vovó? Alguns são ótimos, passados por várias gerações até chegar aos seus ouvidos, outros acabam caindo no esquecimento, ou mesmo sendo desmentidos pela ciência. Mas uma clínica britânica resolveu relembrar as bizarrices desde o  Antigo Egito até a China atual. Quer alguns exemplos? Usar gordura animal para ficar com  o corpo bem hidratadinho e ainda dar um tapa na cabeleira ou um perfume com mel, flores e vinho, que também servia para ser ingerido e curar problemas de saúde? Os egípcios achavam que sim. Depilação com pedra pomes na Babilônia?Também rolava.

segredos-de-beleza-2

Na Grécia Antiga eles também usavam gordura animal na cabeça, mas pra fazer o cabelo crescer. Só que pra dar certo mesmo, o esquema era misturar a matéria com urina, fezes ou sangue menstrual. E se a urina for usada pra deixar o hálito mais gostosinho? Os habitantes da Roma Antiga faziam isso, mas tinha que ser xixi português, ok? Fezes de crocodilo eram usadas na Roma ou Grécia Antiga para manter a pele “xovem”. Continuando a sessão nojeira, na Arábia Antiga o xixi de camelo vinha com a promessa de deixar os cabelos maravilhosos. Mas como coletava isso, minha gente? Na época da Dinastia Tang, as chinesinhas tinham os dedos quebrados para fazer os pés  ficarem pequenos. Já no Japão, antigamente cabelo longo era garantia de beleza. Deixou crescer, bateu na cintura, tá linda! Nem os historiadores sabem se todas essas rotinas esquisitas realmente aconteciam ou são parte do folclore local, mas que a galera era bem bizarra, isso era!  Resta saber se o que fazemos hoje vai virar piada futuramente, né? Quer saber mais? 

segredos-de-beleza-3

Na Inglaterra Medieval, o legal era ter a testa grande, então pra conseguir o resultado o melhor era arrancar os primeiros fios. Na Veneza Medieval, xixi de leão era o segredo pra descolorir o cabelo. No Japão Medieval, fezes de rouxinol = demaquilante (credo!). Já na China, um creme bom era ovo sem gema + vermillion devolvido na galinha até ganhar a consistência (que horror!). Os Tudor, na Inglaterra, usavam o venenoso branco de chumbo mais vinagre para ficar com a pele bem branquinha, já a Rainha Elizabeth I fazia a mistura de chumbo + cal viva + enxofre + água pra ficar ruiva (imagina o perigo).

segredos-de-beleza-4

Elizabeth I também usava inseto amassado pra deixar os lábios rosados. Em 1800, pessoas comiam uma solitária viva pra que ela comesse sua comida e você ficasse magro, sem contar nas armadilhas para pegar ratos que as mulheres colocavam ao lado de suas perucas, senão os roedores faziam delas o lanchinho da tarde. No século XIX, lavar o cabelo não era a melhor solução, então pra deixar tudo certinho elas escovavam o cabelo por 30 minutos. Também no século XIX, você poderia turbinar os seios com próteses de materiais mais bizarros, inclusive vidro. E limão + açúcar + Borax dava a mistura certa para tirar sardas em 1891.

segredos-de-beleza-6

Na Era Meiji (de 1867 a 1902), no Japão, só mulheres solteiras usavam dentes brancos. Que tal se machucar pra diminuir cicatrizes? Era o que acontecia em 1900, e em Paris o negócio da época era colocar carne crua no rosto pra ficar belíssima!  Na Inglaterra Vitoriana, acabavam com as falhas nas sobrancelhas usando pelo de rato. Em 1936 ter covinhas era chic. Então uma ferramenta com mola era usada para dar o efeito.  E arsênico usado pra deixar magra? Não sei como esse povo não morreu! Aliás, será que não morreu?

segredos-de-beleza-7

Durante a Segunda Guerra Mundial, mulheres usavam lixas para se depilar. Hoje em dia tem muita gente que faz o pedicure usando peixes e, finalizando, na China, um tratamento com fogo pode deixar o seu rosto de bebê. Tudo doido…

Fotos: Stylist.

16 Apr 18:37

Isso aqui é uma porcaria que não merda nenhuma

by brunomaron

artistispresent


Arquivado em:dinâmica de bruto
16 Mar 02:55

Super machões

by Rapha Bento

Como criticar políticos e fazer todo mundo rir sem ter que usar o stand up comedy? Simples. O Saint Hoax ensina! O cara resolveu criar uma série de gifs que transforma líderes internacionais em drag queens com penteados gigantes, joias extravagantes, maquiagens super fortes e unhas mega coloridas no maior estilo, além de renomeá-las segundo suas novas características. Para tal, ele escolheu trabalhar graficamente nas facetas do russo Vladimir Putin (Vladdy Pushin), do norte-americano Barack Obama (Baricka O’bisha), do norte-coreano Kim Jong-un (Kimmy Jungle), do alemão Adolf Hitler (Hitleria Hysteria), do saudita Osama Bin Laden (Ossie B’), entre outros, quer dizer, mexeu nos personagens mais controversos dos todos os tempos. Muito engraçado!

vlad

Segundo o pensamento de Hoax, logicamente muito bem humorado, ”por trás de cada grande homem, há uma rainha. Os líderes políticos e religiosos, bem como as drag queens, são esperados para entreter, executar algo pré-estabelecido e ocasionalmente pronunciarem um discurso”. Evidentemente que as drags ao longo da história não fizeram mal para humanidade quanto muitos dos selecionados para ilustrar os desenhos, porém não podemos duvidar de que a ideia foi sensacional, afinal quebrar a imagem formal estabelecida pelos governos é um ótimo serviço para o alimento de nossa reflexão.
Quer ver mais? Em seu site ele ensina a receita perfeita para uma drag icônica.

+ zoom barack-o
+ zoom barack
+ zoom bush-g
+ zoom bush
+ zoom hit
+ zoom hitler
+ zoom kimmy-j
+ zoom kimmy
+ zoom madame-o
+ zoom madame
+ zoom osama-b
+ zoom osama
+ zoom queen-abey
+ zoom queen
+ zoom vlad
+ zoom vladimir

Fotos: Saint Hoax.

16 Mar 02:34

Vendor's benchmarks

by sharhalakis

by @sdolotom

16 Mar 01:59

Fora, Terry

by Ariane Polvani

terry

Terry Richardson, um dos fotógrafos mais amados pelos editores de moda, também é um cara que coleciona denuncias contra abuso sexual – várias famosas, inclusive, já afirmaram que nunca mais querem trabalhar com ele, como por exemplo Lena Dunham, que se arrependeu de ter cruzado seu caminho, e Coco Rocha, que nem ficou nua, e mesmo assim ficou extremamente constrangida. O Ix Daily já fez até uma lista bem convincente com cinco razões para acreditar que ele é um completo babaca. Entre as histórias mais recentes, está a da estudante de arte e modelo Charlotte Waters. Na real, tudo aconteceu cinco anos atrás, e ela já tinha postado uma denúncia anônima no Reddit, mas agora Charlotte resolveu dar nome e cara à menina de 19 anos convidada para clicar no estúdio de Richardson, no Soho, sabendo que teria, sim, de posar nua e nem ligando, já que havia feito ensaios sem roupas antes e estava animada em fotografar com um dos caras mais famosos da indústria da moda. Mas mal sabia ela que ia acabar sendo apalpada em todas as partes e que o Sr. Terry ia ejacular bem no olho dela.
O boicote agora ganhou força. A ONG The Miss Representation e o The Representation Project lançaram a campanha It’s Time to Put an End to Terry Richardson, com um post no blog e uma petição com apelo para que grandes marcas e publicações como H&M, Vogue, Supreme, Harper’s Bazaar e Mango parem de contratar os serviços dele. Eles também pedem para as pessoas usarem a hashtag #NotBuyingIt quando virem nas redes sociais trabalhos feitos por ele (ps.: a hashtag ganhou um app em janeiro para que a galera possa articular ou criar campanhas contra o sexismo na mídia).

lady-gaga-supreme

Será que vai surtir efeito? Aparentemente, já começou. A H&M foi a primeira a postar tuítes em resposta à causa. “Se essas acusações forem verdadeiras, são inaceitáveis para nós. No momento não estamos trabalhando com Terry Richardson e não temos nenhuma campanha em vista com ele”, dizia um deles.
Terry, por sua vez, também já respondeu. De acordo com a Page Six, ele disse que as acusações de Waters são distorcidas e maldosas. “Eu trabalho com mulheres adultas que têm total noção da natureza do meu trabalho e todas assinam contratos… Eu trabalho com respeito e dou a todas livre arbítrio para tomarem decisões”, disse.
É lamentável que um fotógrafo tão talentoso (sim, por mais que a gente odeie, ele é incrível. Alguns dos melhores editoriais e campanhas são dele) tenha atitudes tão controversas e que oprima tantas mulheres… afinal, qual a necessidade disso?

gentequalanecessidadedisso
Fotos: Terryworld, Supreme, Youpix.

07 Feb 23:09

tatecollectives: Thanks for the submitting - See you on Friday...



tatecollectives:

Thanks for the submitting - See you on Friday for our 1840s GIF Party

03 Feb 15:23

Photo



22 Jan 12:50

oh!

by Tartaruga Feliz

1528629_1376802742583943_1315959951_n

22 Jan 12:49

Photo



03 Jan 21:25

Photo



03 Jan 21:24

Houndton Tabby

by Família Petiscos

Violet-Crawley

Downton Abbey” é uma dessas séries de sucesso que conquista seguidores – inclusive famosos que declaram a ansiedade em ver uma nova temporada, como a primeira dama norte-americana Michelle Obama! E o ilustrador Kim Parkhurst criou uma coleção que une paixões: Downton Abbey + cachorros e gatos! E o resultado de “Houndton Tabby” é mais do que fofo! Gostou? As ilustrações estão à venda em sua loja online na Etsy!

+ zoom anna
+ zoom bates
+ zoom contessa-de-grantham
+ zoom daisy
+ zoom lady-edith
+ zoom lady-mary
+ zoom lady-sybil-crawley
+ zoom matthew-crawley
+ zoom mr-carson
+ zoom mrs-patmore
+ zoom sarah-obrien
+ zoom thomas
+ zoom violet-crawley

Fotos: Daily Mail, Etsy, Hc-blackmik, Papermag, Digitalspy.

15 Dec 00:41

Moletom falante

by Família Petiscos

caroling-kitty-ugly-christmas-sweater-digital-dudz-1

Se achar que a noite de Natal precisa de uma animação extra, as tecnologias de ponta são tantas que é possível providenciar uma blusa de moletom animada. Quem ainda não entendeu, se trata do Ugly Christmas Sweaters. As peças comercializadas pela Morph Costume Co. Digital Dudz podem ser horrorosas, mas também são engraçadas. Para animar a blusa basta baixar um app no aparelho de celular, acomodar o telefone em um compartimento especial aplicado por dentro da peça, e pronto! Moletons animados em um passo de mágica!

Foto: Morph Suits.

14 Dec 23:47

...vi o intérprete de sinais na homenagem pro Mandela.

image

19 Oct 23:09

The Woods at Play

by Daphne T




Sarah Nicolas Williams was born in the wilderness of Vermont and raised in Virginia's Shenandoah valley. The woods of her childhood seep into her graceful indian ink and watercolor vignettes and blur the boundaries of her backyard. Sophisticated woodland animals in polished brass buttons enjoy a slice of cherry pie, or recline on a moonlit hammock, with the utmost civility. Soothing images of nature in repose. Brought to you, brought to me, by UncommonGoods.







19 Oct 22:02

Pirulito de Grumpy Cat

by noreply@blogger.com (ANDRÉ Montejorge)
Duvido muito que exista alguém que navegue diariamente pela web e não conheça o Grumpy Cat, mas quem sabe?! Bom, trata-se do gatinho mais rabugento do mundo - zangado, seria a tradução - e amado do mundo dos "cat-hits". Tardar Sauce, nome verdadeiro do bichano azedo, tem página no Facebook e virou estrela de comercial da Friskies. Com tanto sucesso, o blog Bakerella, que sempre ensina divertidas receitas de pirulitos - um tipo de bolinho no palito - e outras gostosuras, criou uma versão do gatinho em palito. Sua criadora dá o passo a passo (em inglês) e quem quiser saber mais, basta clicar no link após as fotos. Eu deixei apenas uma prévia. "Mau-humoradamente legaus"!
19 Oct 21:50

Perfumada

by Paula Roschel

Vocês sabiam que desde 2010 o Brasil é lider no mercado mundial de perfumaria? Claro que isso é um incentivo e tanto para as marcas lançarem seus melhores produtos por aqui. E é desses desembarques perfumados que falaremos.

Começamos pela fragrância Jimmy Choo Flash, com notas de cabeça de pimenta rosa, as de coração em um floral (tipo de perfume favorito entre as brasileiras) de jasmim e lírio branco e fundo com madeiras claras. Também chegou por aqui o CH Pink Collector’s Edition Wish. A ideia de Carolina Herrera com esse produto não é apenas perfumar, mas fazer isso divulgando o Outubro Rosa e doar parte da renda da fragrância para o American Cancer Society, apoiando mulheres que estão com câncer de mama (você pode descobrir mais sobre o projeto no site CH Pink). Nossa terceira opção perfumada é o Ange ou Dèmon Le Secret eau de toilette, da Givenchy. Esse floral frutado chipre tem notas de entrada de gormand, mas você também encontra na composição rosas, bergamota, âmbar e patchouli. Depois do Pure DKNY Vanilla e Pure DKNY Verbena, agora chega a hora da marca explorar a rosa Damascena na nova fragrância Pure DKNY Rose, feita com flores colhidas artesanalmente por mulheres apoiadas pela CARE, que também terá participação na venda dos produtos. Fechando nossa seleção, a Tommy Hilfiger acaba de lançar o Pear Blosson Eau de Parfum com aroma de peras misturado com canela e um toque de uva (dá até vontade de comer). “Queria criar uma fragrância que desse à mulher Hilfiger uma sensação de especiarias e calor”, disse Tommy Hilfiger. E eles pensaram tanto nessa experiência sensorial que até sugeriram uma receita para harmonizar com o aroma do perfume. Gostam de crumble? Então arrase:

 Crumble de flor de pera

- Duas peras maduras

- Três xícaras de framboesas frescas (ou troque por uma fruta com a mesma textura)

- Um quarto de xícara de mel

- Uma xícara de aveia de cozimento rápido

- Três colheres de sopa de margarina

- Duas colheres de sopa de açúcar

- Uma pitada de canela em pó

- Uma pitada de noz-moscada moída

Modo de preparo:

Descasque e corte suas peras em fatias finas.  Disponha as fatias suculentas em seu refratário 8×8 favorito e cubra uniformemente com framboesas e açúcar. Em uma tigela, misture a aveia, o mel, a margarina, a canela e a noz-moscada. Polvilhe sobre as framboesas. Leve ao forno, descoberto, a 350 graus por cerca de trinta minutos, ou até a fruta ficar macia; a mistura fica borbulhante e o forno emite um aroma doce perfeito.

Fotos: Divulgação.