Shared posts

02 Aug 12:37

LOL



LOL

27 Jun 12:55

dav.

by David Durand
26 Jun 09:36

Mais uma inspiração para o Cinema Odéon

by M.J.lo
Lfgalvao

Parece melhor do que o VIP do Campo Pequeno..

Este exemplo vem de Londres, o cinema Electric.
Decadente e fechado por vários anos, foi remodelado em 2001, quando reabriu com um novo conceito de poltronas, divas e um serviço de cafetaria com um menu muito mais abrangente que as simples pipocas/refrigerantes. É por isso uma das salas de referência em Londres.
Ardeu parte em 2012, voltou a fechar e reabriu há poucos meses atrás. (As fotos foram retiradas de outros sítios da internet.)
25 Jun 09:37

You CAN touch this: protótipo de bracelete permite tocar pessoas à distância

by Matheus Gonçalves

tactilu01

Profissionais do estúdio polonês Pangenerator criaram um protótipo de bracelete sensível ao toque, capaz de enviar o movimento feito por um usuário para o pulso de outro, através da Internet ou de uma conexão Bluetooth.

Jakub Koźniewski, Piotr Barszczewski, Krzysztof Goliński são os responsáveis pela ideia, que entra para a galeria da agência que reúne projetos que misturam tecnologia e intimidade.

O Tactilu, que está sendo desenvolvido desde março deste ano, tem como premissa permitir que as pessoas “se comuniquem” remotamente através do tato, tentando diminuir distâncias entre indivíduos nas mais diversas situações, como amantes que estão longe, familiares separados ou pessoas hospitalizadas.

Cada bracelete possui um micro-controlador Arduino Pro, um módulo de rede WiFi e Bluetooth, além de sensores táteis, e um pequeno mecanismo que reproduz o sinal recebido, de qualquer lugar do planeta.

Trata-se de um dispositivo experimental e, embora o design atual já ser futurista, a empresa afirma que a próxima geração do bracelete seja mais fina, tornando-o um pouco mais atraente para potenciais consumidores.

tactilu02

Eu sei que, para algumas pessoas, essa ideia pode parecer meio absurda. Alguns vão falar que estamos afastando ainda mais as pessoas com este tipo de tecnologia, mas eu prefiro ver pelo lado das pessoas que não podem estar juntas, seja qual for o motivo. Ser surpreendido por aquele sinal e saber que tal pessoa está pensando em você, pode ser o único acalanto disponível em algumas situações.

De qualquer forma, isso ainda é apenas um protótipo e não há previsão da data lançamento. Você pode ver o vídeo promocional através deste link.

Qual a sua opinião sobre um produto assim? Acha que teria mercado no Brasil? Deixe sua opinião aqui na área de comentários.

Fonte: CreativeApps.



19 Jun 18:12

"Venus", o luxuoso yate de Steve Jobs, em escala no porto da Horta

by Manuel



© Copyright fotos: Miguel Nóia, Faial.
Fonte: Wikipédia
O luxuoso e vanguardista yate "Venus", chegou ontem ao porto da Horta, tendo atracado no terminal de passageiros daquele porto, onde já se encontrava o ferry "Express Santorini".
Não se pode falar deste yate sem falar do seu dono, ou melhor do homem que o encomendou mas que infelizmente já não assistiu à sua entrega, falamos obviamente desse grande homem, Steve Paul Jobs,  inventor e magnata americano, nascido em S. Francisco, California, a 24 de Fevereiro de 1955, que notabilizou-se como co-fundador da Apple Inc, e por revolucionar seis industrias, computadores pessoais, filmes de animação, música, telefones, tablets e publicações digitais.
Além da conhecida ligação à Apple, foi director executivo da empresa de animação por computação gráfica Pixar, e accionista individual máximo da Walt Disney Company.
Viria a falecer a 5 de Outubro de 2011 com 56 anos.
Este yate singular, ostentando o nome da Deusa romana do Amor, foi  idealizado pelo próprio Steve Jobs e pelo designer francês, Philippe Starck, tendo sido construído na Holanda e custado mais de 100 milhões de euros, sendo controlado por 7 computadores  iMac.
Na sua biografia, Steve Jobs, disse referindo-se à construção do navio o seguinte: "Sei que é possível que eu morra e deixe a Laurene com um barco meio-construído. Mas tenho de continuar com a obra. Se não o fizer, será o mesmo que admitir que já estou quase a morrer".
A quando da entrega do navio á familia de Steve Jobs, esta ofereceu a cada membro da empresa de construção naval, um cartão de agradecimento pelo trabalho feito, acompanhado de um iPod Shuffle com o nome do iate gravado no dorso.


Nome: Venus
Nº Imo: 1011836
Ind Chamada: ZGCS8
MMSI: 319327000
T.A.B./T.A.L.: 1876 tons / 562
D.W.T.: 231 tons
Ano de construção: 2012
Porto de registo: George Town
Bandeira: Cayman
Estaleiro: Jacht- Sheefswerf Gouwerok, nº 427
Lançado à água a 28 -10-2012
Comprimento:78,20 mts
Boca: 11,80 mts
Calado: 3 mts
Potência: 2 x MTU 16V4000M73 3481 hp
Velocidade de serviço: 20 nós
Operador: Vessel Safety Managment, USA.
"Estou procurando um lugar que necessite de muitas reformas e consertos, mas que tenha fundações sólidas. Estou disposto a demolir paredes, construir pontes e acender fogueiras. Tenho uma grande experiência, um monte de energia, um pouco dessa coisa de ‘visão’ e não tenho medo de começar do zero", Steve Paul Jobs.
Foto: Wikipédia
18 Jun 14:33

To the ends of the Earth

by Jason Kottke

Alan Taylor recently investigated where Google Maps' Street View coverage ends -- "whether blocked by geographic features, international borders, or simply the lack of any further road" -- and compiled a photographic look at the ends of the road.

Lava Road

(via @faketv)

Tags: Alan Taylor   geography   Google Maps   photography
17 Jun 22:11

Oops

Lfgalvao

porra, tenho que deixar de partilhar gifs de gatos.

17 Jun 12:26

Photo









17 Jun 11:55

Photo

Lfgalvao

hahahaha



17 Jun 11:53

Лйфхак дня

17 Jun 11:04

Trying to get my Monday morning started

17 Jun 09:07

hazzard

by vespamore photography
hazzard by i k o

Cool Ape find & capture by i k o taken in Gorizia, Friuli-Venezia Giulia, IT


14 Jun 16:18

Photo



14 Jun 16:12

Picture Books

by Sadie Stein

panikanova-1

Artist Ekaterina Panikanova paints on old books. As you can see, the results are extraordinary.

 

14 Jun 16:10

An Unlikely Friendship

Lfgalvao

epah

An Unlikely Friendship

Submitted by: Unknown (via Tastefully Offensive)

Tagged: friendship , cute , orangutan , dog
14 Jun 16:08

thefrogman: By Keely [tumblr]



thefrogman:

By Keely [tumblr]

14 Jun 16:00

Bondi Haze Photography

by Baptiste.B

Coup de cœur pour le photographe australien Irenaeus Herok qui nous propose avec cette série « Bondi Haze » de découvrir de superbes images de la plage de la banlieue de Sydney, le tout sous la brume. Une ambiance envoûtante se dégage de ces clichés, à découvrir en détails dans la suite de l’article.

Bondi Haze5 Bondi Haze4 Bondi Haze3 Bondi Haze2 Bondi Haze Bondi Haze6
14 Jun 15:59

Tumblog of Greatness: F*ck Yeah, Female Astronauts

by Xeni Jardin


Valentina Tereshkova, first woman in space, launch date June 16, 1963.

A wonderful website: fuckyeahfemaleastronauts.tumblr.com.

Only 10% of people in space have been women, and on tumblr that seemed even less. so here it is for your inspiration. Fuck yeah! Female Astronauts!

(via s.e. smith)

    


14 Jun 15:58

Photo





14 Jun 15:39

Nickel Cobalt

by turn
14 Jun 15:03

He's Figured Us Out

He's Figured Us Out

Submitted by: Unknown (via Tastefully Offensive)

Tagged: cat , laser , funny
14 Jun 15:03

Coolest Wheelchair Ever?

Coolest Wheelchair Ever?

Submitted by: Unknown (via Geeks are Sexy)

14 Jun 15:00

via

Lfgalvao

melhor cena de sempre. acho que vou fazer um curso de mergulho.



via

14 Jun 14:55

What the Sexes Want, in Speed Dating

by Nathan Yau

Speed-Dating

A few years ago I downloaded speed dating data from experiments conducted by Raymond Fisman, et al. (2005), which represents about 8,000 dates by 551 people. On each date, people scored each other on attractiveness, intelligence, ambition, and some other things, along with a yes or a no to seeing the other person again on a regular date.

Fisman, et al. noted gender differences in mate selection, such as: "Women put greater weight on the intelligence and the race of partner, while men respond more to physical attractiveness." And this: "Men do not value women's intelligence or ambition when it exceeds their own." Seemed like data worth checking out.

(Side note: Do people even speed date anymore?)

Three sections:

  1. How the speed dating worked
  2. What women and men want in a partner
  3. Dating up the social ladder

How the speed dating rounds worked

In case you're unfamiliar with the speed dating process, here's how it works. There are two groups. Typically one group is women and the other is men. The point of it all is to match every woman with every man for a short period of time so that by the end, every one has gotten a chance to quickly know each other. The assumption is that you can learn a lot about a person in a short period of time.

All dates

In these speed dating sessions, the women stayed seated, and the men shifted each round. The pairs chatted for four minutes and then the men shifted again.

People scored each other on a 1-to-10 scale and indicated whether or not s/he wanted to date the other. So a few things can happen:

  • Man wants to date woman, but woman is not interested.
  • Woman wants to date man, but man is not interested.
  • Both are not interested.
  • Both are interested, so information is exchanged.

This also presented interesting dating styles. I won't go too in depth here, but it's fun to take a quick look.

Some people said yes to almost everyone, casting a wide net, whereas others were more stingy with their yeses. Some got a lot of yeses but only returned the favor a couple of times. Some people were really likable and ended up with a lot of mutual yeses.

For example, here are the one-way connections for the first dating session:

One-way connections

These are the mutual connections from the same session:

Mutual connections

What women want vs. what men want

Survey women vs menSo what made one person more dateable than another? We can look at the pre-date surveys that asked others what they looked for in a partner and what they thought the opposite sex looked for. It was a 100-point scale, and participants were asked to divide those 100 points between attractiveness, intelligence, fun, sincerity, ambition, and shares the same interest.

The chart on the right compares the medians of what women said they want and what men said they want.

Women weighted the attributes more evenly than the men did, with intelligence on top and ambition on the bottom. In contrast, men weighted attractiveness more heavily. Ambition was also weighted lowest by the men but a few points lower, which matches the results in the paper.

There's nothing unexpected here. Although I thought sharing the same interest would be higher.

The contrast between what one group says it wants versus what the opposite thinks the other group wants is interesting. For example, women think men place attractiveness much higher in priority at the expense of intelligence and sincerity. And men think women actually weigh attractiveness more highly, also at the expense of intelligence and sincerity.

Women vs men thinking

This is just what people said they wanted though. Is that what they actually wanted? As you might expect, the higher the ratings for all attributes, the higher the yes rate (the proportion of daters who said yes at the end of a round).

Ratings and yes rate

The trend is most clear with attractiveness and fun, which are easier to judge than the others in four minutes. The yes rates kind of level off for ambition and sincerity towards the higher ratings.

Look at intelligence though. There was a slight drop in yes rate when someone was rated with a 9 in intelligence by their peers. I suspect this was partially due to the relatively low number of people with this rating (only 26 of them), and the small group of high-intelligence people collectively had lower attractiveness ratings.

The trends are roughly the same when you split the results by gender. Although I would have expected women's yes rates towards men to continue upward given women ranked intelligence higher than attractiveness. Instead, that's how the men's yes rates towards women look.

Dating up (and down) the social ladder

We see this in sitcoms and movies all the time. There's a character who is less (traditionally) attractive interested in someone more attractive. His or her friend who is a genius in relationships launches into a speech about how said character has no chance because he or she can't date up the social ladder. Some might say s/he is undateable.

How does this "rule" pan out?

More selective attractive peopleIn the previous distributions, people got higher yes rates when they were rated more attractive by their partners. Flip this around. The more attractive someone was, the more selective they got. It's like the dating pool decreased for an individual the more attractive s/he was.

This doesn't stop people from trying though.

We only really see the change in selectivity with attractiveness (and kind of with fun) when you look at the full distributions, but we see a little more when we compare dating up versus dating down. As shown below, for every attribute, the median yes rate was higher when daters scored their partners higher than themselves. For example, the yes rate was much higher given a dater thought the partner was more fun than her or him.

Dating up

Again, the difference is most obvious with attractiveness and fun, which makes sense because those are easier to judge in four minutes. You can see the wider spread between the points. However, there's still a spread for intelligence, sincerity, and ambition.

You can also see that the women were more selective than men. It's hard to say from the data alone if this is because the women were actually more choosy, because the men were less desirable, or a little bit of both. I'm guessing it's the women being more selective.

If we go back to the pre-date survey, the actual dating for men is similar to what they said was desirable in a partner. For women though, the speed date results are fairly different from their pre-survey responses. Again though, I suspect the difference comes from the challenge of judging a person in four minutes. Or not. If the former, speed dating seems better suited for men, and if the latter, well, I'm not sure what to do with that, so I'll let the ladies weigh in.

Back to the original findings in the paper. It looks like women do put slightly more weight on intelligence than men, and men put slightly more weight on attractiveness. However, the chart above seems to go against the results that men don't value women's intelligence or ambition when it exceeds their own. If it didn't matter, the yes rates for less ambitious and more ambitious would be near equal. I'll have to dig a little more into the discrepancy, but I suspect we might see something closer to the results when you control for the other variables (mainly attractiveness).

In any case, it's definitely not a straightforward decision.

Another way to look at it is that we don't see any yes rates of zero in the chart above. At the end of the day, even if you are less attractive, less intelligent, less fun, and less ambitious, just remember: There's still a chance.

10 Jun 19:59

Un mot de Renaud ...

by Alfredo Garcia

"Tiens, la méchante des méchantes, en 81, j'en avais les mains moites! 120 bourrins, tintin, pas du mou de veau et le châssis était pas trop toc pour une fois, ces chiens de hondistes ne voyaient que l'arrière et pour poudrer ces prétentieux j'étais plus à la coule que sur la R 100 RS qui manquais cruellement de chevaux et m'obligeait à me sortir les tripes à chaque fois. La B2 à tête de fourche était plus sexy, voir minette en doré, le 2 eme coloris dispo, mais la B1...
un peu la Z1R question souffre, après on a eu la 750 turbo, les ambulances n'ont pas chômé!
vive le sport!
Mike the Bike

ps: pour punir les GSXR, je recommande la stinger (ça ne s'invente pas!) puis l'inusable ZX7R, version RR, selle mono et cadre poli, le yosh qui hurle à 11000 trm, un chassis intordable (sauf dans le rail!) et t'es le roi du pavé..."
05 Jun 16:32

Because the night is dark and full of (t)errors

by Marco Santos

Red Wedding


E quem sois vós, disse o orgulhoso senhor, para me obrigar a vénia tão profunda? / Só um gato com um manto diferente, essa é a verdade que eu conheço. / Manto de ouro ou manto vermelho, um leão mantém as suas garras. / E as minhas são longas e afiadas, meu senhor, tão longas e afiadas como as vossas.
E assim falou, e assim falou, esse senhor de Castamere. / Mas agora a chuva chora no seu salão e ninguém está lá para ouvir. Sim, agora a chuva chora no seu salão e nem uma alma para ouvir.

 

Inocentes te­les­pec­ta­do­res, que ainda não ti­nham per­ce­bido o sig­ni­fi­cado da canção «Rains of Castamere», a música que recorda a ocasião em que uma Casa foi massacrada na sequência de uma revolta contra os Lannister. Agora talvez já percebam por que razão o patriarca dos Lannister escrevia tantas cartas nos primeiros episódios desta temporada — e a quem as enviava.

Há três anos que aque­les que le­ram o ter­ceiro li­vro da saga «As Crónicas de Gelo e Fogo» es­pe­ra­vam por este mo­mento: con­tem­plar as re­a­ções de pasmo e hor­ror dos fãs da sé­rie de te­le­vi­são pe­rante o evento que fi­cou para sem­pre co­nhe­cido como The Red Wedding.

 

Rei do Desnorte

Muitos pa­ra­ram de ler para re­cu­pe­rar ânimo an­tes de re­en­trar no mundo cruel de Game of Thrones; há quem tenha vol­tado ao prin­cí­pio do ca­pí­tulo desse casamento vermelho, na es­pe­rança de que à se­gunda lei­tura os acon­te­ci­men­tos já fos­sem di­fe­ren­tes; ou­tros, fu­ri­o­sos e in­cré­du­los, ati­ra­ram o li­vro con­tra a pa­rede; os mais emo­ti­vos lançaram-no pela ja­nela fora ou abandonaram-no na rua amal­di­ço­ando o sa­dismo do au­tor George R. R. Martin e ju­rando, pela sua honra como Starks, nunca mais vol­tar a pegar-lhe. Algumas se­ma­nas de­pois, der­ro­ta­dos e roí­dos de cu­ri­o­si­dade, com­pra­vam o li­vro ou­tra vez.

Até o George, esse grande troll da literatura fantástica, tentou salvar a face confessando ter deixado o malfadado capítulo para o fim por lhe ser «demasiado doloroso» escrevê-lo. Bem podes arranjar as desculpas que quiseres, George, mas um facto permanece: The North Remembers.

George Martin

Com tantos anos a carregar amarguras – e a deste episódio não foi a última –, a primeira oportunidade de vingança surgiu quando foi para o ar o episódio 9 da primeira temporada. Os leitores puderam então a esfregar as mãos de contentamento, antecipando o maremoto de lágrimas nas redes sociais. Agora sim, os «imaculados» que nunca leram uma página dos livros e só conheciam a história pela adaptação da HBO haveriam de saber o que é chorar que nem uma Madalena por causa das desventuras de um pobre D. Quixote perseguindo moinhos de honra.

 

Vingança, vingança!

Os mais pre­ve­ni­dos con­vi­da­ram os ami­gos «ima­cu­la­dos» para uma grande ses­são de vi­si­o­na­mento do epi­só­dio, co­lo­cando es­tra­te­gi­ca­mente câ­ma­ras e te­le­mó­veis para fil­mar à so­capa as re­a­ções e colocá-las no YouTube. Procurem por Ned Stark’s death reactions e descobrirão o sofrimento dos inocentes, a incredulidade de quem nunca julgara ser possível um herói morrer e a fúria de quem jurou que nunca mais na vida assistiria a um episódio de Game of Thrones.

Mas os veteranos do trono de ferro sabiam que aquele fora apenas o primeiro choque: o pior estava para vir, quando o filho de Ned, Robb Stark – destinado por anos e anos de clichés a ser um justiceiro triunfante, em nome do falecido pai e da inflexível e ingénua honra dos Stark – se apresentasse a um certo casamento para expiar os seus erros…

Finalmente aconteceu – episódio 9, terceira temporada, 2 de Junho, a noite em que o Twitter explodiu de indignação e de ameaças de boicote à série ao reagir ao massacre dos heróis e dos inocentes, tão brutal e violento como imprevisível.

E o circo das reações veio logo a seguir, no YouTube — algumas credíveis, outras…


As nossas escolhas e ações têm consequências – o que é uma óbvia verdade neste mundo também o é naquelas terras. E ali também triunfam os políticos e os estrategas e os ambiciosos sem escrúpulos. «Se achas que isto tem um final feliz, então não tens andado a prestar muita atenção», diz o torturador à sua vítima em outro episódio desta temporada.

Em Game of Thrones — e ao contrário de qualquer romance ou série do género que já li — são os «maus» que têm algo para nos ensinar, mesmo que no fim usemos esses ensinamentos para os combater, como faz Daenerys Targaryen, outra pretendente ao trono, mãe de dragões e libertadora de escravos.

«O caos é uma escada», explica o conspirador Petyr Baelish, um dos melhores praticantes deste jogo de poder. «A alguns é dada a oportunidade de trepar, mas recusam. Agarram-se ao reino, aos deuses, ao amor. Ilusões. Só a escada é real. Trepá-la é tudo o que existe.» É fácil deixarmo-nos iludir diante da TV. Até que uma fantasia de cavaleiros e dragões, reis e magia, nos devolva à realidade.

05 Jun 12:45

Cinema Lys

by José Leite
Lfgalvao

Já que estão numa de revitalizar o Intendente, podiam voltar a transformar o Lys em cinema...

O cinema "Lys" foi inaugurado em 11 de Dezembro de 1930, na Avenida Almirante Reis em Lisboa. Com uma capacidade inicial para 630 espectadores, o seu primeiro proprietário foi Abraão de Carvalho, funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros. O gerente desta sala de cinema de reprise era Aníbal Contreiras fundador da produtora e distribuidora de filmes “Lisboa Filme”.
05 Jun 10:52

Photo